29ª DPRI está entre as premiadas pela Operação Anjos da Lei

0
102
Delegado Vladimir Urach recebendo a nova arma

A 29ª Delegacia de Polícia Regional do Interior (DPRI) foi uma das três delegacias premiadas em reconhecimento ao trabalho durante a Operação Anjos da Lei, que ocorreu nos dias 13 e 14 de junho, com o objetivo de combater o tráfico e o consumo de drogas no entorno de escolas. Pelo mérito a delegacia recebeu do Governo do Estado uma Carabina Imbel, calibre 5.56.

O reconhecimento também foi dado à 1ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (DIN) e ao Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) e à 1ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM) pelo destaque que tiveram durante a operação no estado. Cada delegacia recebeu uma arma, uma submetralhadora e duas carabinas adquiridas com recursos do Estado no valor total de R$ 21 mil.

A operação denominada Anjos da Lei iniciou em 2011 no Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil gaúcha. A partir de 2016, a operação passou a ser desenvolvida por todos os departamentos da instituição. Em junho deste ano, de forma inédita foi deflagrada a operação simultânea e sincronizada entre as Polícias Civis do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná para evitar que o malefício das drogas chegue ao ambiente escolar.
Para o delegado Vladmir Peukert Urach, responsável pela 29ª DPRI, o reconhecimento veio em boa hora e serve como avaliação das ações da delegacia, indicando que o trabalho vem sendo realizado de forma correta.

“Recebemos o anúncio contentes e considerando a importância disto, pois entendemos que a operação visa combater um dos principais crimes que é o tráfico de drogas, sobretudo próximo aos estabelecimentos de ensino. Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito, com o apoio de todas as delegacias, e que estamos no caminho certo”, avaliou o delegado.
Por ocasião da operação foram 8 presos, 1 arma apreendida, 179,5g de maconha e 5g de crack. Dentre os presos se incluiu um suspeito de integrar uma facção criminosa da região metropolitana.

Além de Camaquã, fazem parte da 29ª DPRI os municípios de Amaral Ferrador, Arambaré, Barra do Ribeiro, Cerro Grande do Sul, Chuvisca, Cristal, Dom Feliciano, Mariana Pimentel, Sentinela do Sul, Sertão Santana e Tapes.

A primeira megaoperação em âmbito nacional contra o tráfico nas imediações de escolas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná resultou em 310 escolas protegidas e atendidas, 314 presos por tráfico nas imediações das escolas, apreensão de 109 armas de fogo e 319,5 kg de drogas (297kg maconha, 11,3,kg cocaína e 11,2k kg crack), além do cumprimento de 616 ordens judiciais.

Pistolas novas
Na mesma oportunidade, em outra solenidade no Piratini, duzentas e vinte pistolas, modelo Glock G22, foram doadas à Polícia Civil. A ação é fruto da parceria entre a Secretaria da Segurança Pública (SSP) e o Instituto Cultural Floresta (ICF), grupo de empresários de Porto Alegre que, recentemente, doou 46 viaturas à Brigada Militar (CM) e à Polícia Civil (PC).

Cada kit doado à Polícia Civil é composto por uma arma e quatro carregadores. As armas serão destinadas ao Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), Delegacias de Homicídios, Delegacias de Repressão ao Crime de Lavagem de Dinheiro (DRLD), Delegacias Especializadas de Furto, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) e Grupamento de Operações Especiais (GOE).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.