Agricultores participaram de reunião técnica sobre cebola

Barão do Triunfo – A produção de cebola tem aparecido como uma boa opção de diversificação de cultura na região produtora de fumo, visto que os picos do cultivo se dão em épocas distintas, além de que o mercado da hortaliça tem sido atraente com boa procura e preços satisfatórios.

Em Barão do Triunfo alguns produtores rurais já estão fazendo pequenos investimentos no cultivo da cebola e para auxiliá-los nesta produção o escritório municipal da Emater promoveu uma reunião técnica sobre o assunto. O evento que ocorreu na Câmara de Vereadores teve como público alvo os agricultores inclusos na Chamada Pública do Tabaco, mas abriu espaço para os demais interessados na cultura. O resultado foi uma casa cheia com a participação de mais de 120 pessoas que assistiram às palestras dos técnicos.

Mais do que orientações específicas sobre a cebola o evento tratou da administração da propriedade, dos cuidados com a terra e do estudo de mercado, entre outras observações importantes para o sucesso da produção agrícola.

O agrônomo Edgar Machado iniciou as explanações destacando a importância do planejamento de produção com a observância de fatores fundamentais como os custos de produção, a sazonalidade, o conhecimento do mercado e as possibilidades de agregação de valor ao produto. “Precisamos tratar a propriedade rural como uma empresa e estarmos atentos as oportunidades de negócios, variações comerciais e nichos de mercado, por exemplo”, alertou.

Os cuidados com a terra foram destacados pelo engenheiro agrônomo Henrique Jaeschke que evidenciou a importância de incorporação de matéria orgânica para o melhoramento do solo pobre. Ele falou da formação de palhada com o cultivo de espécies gramíneas e leguminosas que vão garantir a inclusão de nutrientes e a fixação de elementos químicos importantes para a melhora das características físicas e biológicas do solo.

Já o engenheiro agrônomo Elias Kuck, apresentou números que comprovam a grande demanda de mercado e na sequência falou especificamente das técnicas de cultivo, desde a época do plantio, a implantação e manejo dos viveiros, o ponto correto para o transplante, o controle de inços e pragas, os tipos de coberturas, as variedades mais utilizadas, entre outros fatores relevantes. “Mais do que uma reunião técnica sobre a cultura da cebola foi a oportunidade de discutirmos gestão, cadeias produtivas sustentáveis e os caminhos para melhoria das condições do nosso município agregando, juntamente com a busca por maior produtividade e gestão no fumo, oportunidades de renda no meio rural”, disse Elias.

Para contribuir com o debate a Emater trouxe à reunião o engenheiro agrônomo Malomar Amaral, da cidade de Tavares, uma das principais produtoras de cebola do sul do estado. Por diversas oportunidades ele emendou as explanações citando dados importantes da cultura e tratou especificamente da colheita, destacando a importância de identificar o momento correto para arrancar a hortaliça e as formas de armazenamento de modo a minimizar perdas e garantir melhores lucros.
A noite terminou com um jantar oferecido pelos promotores do evento aos participantes da reunião, no salão paroquial da igreja Nossa Senhora do Rosário, com um cardápio que incluiu sopa de cebola, galeto, massa, arroz e vários tipos de saladas.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios