Audiência pública vai tratar da implantação do SIM em Arambaré

0

Uma audiência pública que deverá ocorrer na Câmara de Vereadores de Arambaré, na próxima terça-feira, 04 de dezembro, às 19h30min, vai discutir com a população a implantação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), que tem como objetivo controlar a qualidade dos produtos de origem vegetal e animal, como embutidos de carne, peixes, queijos, ovos, mel e doces, monitorando e inspecionando a sanidade da produção, o local e a higiene da industrialização, para certificar com selo de garantia todos estes produtos.

O vereador Eduardo Silva, presidente do Legislativo explicou que no final do mandato anterior um projeto dessa ordem já havia sido apresentado, mas na ocasião foi reprovado pela maioria dos vereadores. Também disse que têm havido mobilizações, há mais de um ano para que o prefeito Alaor Pastoriza, reapresente o projeto de implantação do SIM.

A iniciativa foi reforçada devido a ocorrência de apreensões de produtos pela fiscalização da prefeitura municipal. Agricultores familiares tiveram queijos e frangos apreendidos há algum tempo e recentemente um pescador que vendia filés de peixe na cidade também teve seus produtos recolhidos pelos fiscais, quando a Patran – Batalhão Ambiental da Brigada Militar, apontou que não havia como identificar a procedência da filetagem dos peixes. As ações além de gerar prejuízos aos produtores também comoveu a comunidade.

Eduardo acrescenta que ao mesmo tempo que normatiza o projeto incentiva as pequenas empresas e empreendedores a saírem da clandestinidade, transformando-os em empresários da área urbana e rural, oferecendo aos consumidores arambarenses alimentos com qualidade e segurança garantida.

“Nós temos em Arambaré, por exemplo, supermercados que produzem linguiça para comércio e que também correm o risco de terem este produto apreendido, porque embora a gente saiba da boa qualidade da linguiça, a fabricação não está adequada às leis”, exemplificou o vereador.

A indicação ao projeto foi apresentada ao prefeito Alaor Pastoriza pela bancada de oposição composta pelos vereadores Miro Curto e Ida Machado, do PDT,  Márcia Bischoff e Nériton Curtinaz, do PSB e Eduardo Silva, do PT. Também foi encaminhado em anexo uma minuta do projeto para que o Executivo possa utilizar como referência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here