Centro Sul elegeu saúde como prioridade

0

A exemplo do que ocorreu no Estado, o Corede Centro Sul elegeu a saúde como prioridade na votação da Consulta Popular 2018/2019, com 4.941 votos para a demanda ampliação, reforma e aquisição de equipamentos para estabelecimentos de saúde vinculados ao SUS. O Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Familiar também figurou entre as principais áreas que pedem atenção da população regional, com 3.776 votos. Cada uma destas áreas deverão receber R$ 866.677,52 em investimento de acordo com os planos de trabalho de cada município contemplado.
Na terceira colocação ficou a segurança pública com a demanda Reaparelhamento dos Órgãos da Segurança, que receberá do Estado o investimento de R$ 693.342,01. Para a Uergs, que ficou na quarta colocação entre as escolhas, o volume de recursos destinado será de R$ 520.006,51, a ser aplicado no Programa Modernização e Desenvolvimento da Educação Superior Pública. A quinta colocada também foi a educação, com a demanda Implementação de Espaços Pedagógicos que Favorecem a Aprendizagem, que terá disponível o montante de R$ 520.006,51 para investimentos.
Ao todo, foram escolhidos 111 projetos, todos previamente definidos em assembleias, como prioritários pela população nas 28 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), que representam os 497 municípios do estado.
Neste ano, o governo do Estado definiu verbas de R$ 80 milhões para os projetos, valor 33% a mais do que foi distribuído no ano passado (R$ 60 milhões).
Fazem parte do Corede Centro Sul os municípios de Arroio dos Ratos, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Butiá, Camaquã, Cerro Grande do Sul, Charqueadas, Cristal, Dom Feliciano, Mariana Pimentel, Minas do Leão, São Jerônimo, Sentinela do Sul, Sertão Santana e Tapes.

Classificação
Todos os municípios da Centro Sul se classificaram no processo, de acordo com o percentual mínimo de eleitores exigido conforme dados do Tribunal Regional Eleitoral/RS, para que possam ser contemplados com os projetos eleitos. Os municípios até 10 mil eleitores precisam atingir o percentual de 6% e aqueles que têm entre 10 mil e 40 mil precisam chegar aos 5% de eleitores votantes.

Histórico
Instituída em 1998, a Consulta Popular é um instrumento de participação da comunidade, que define parte dos investimentos que constarão no Orçamento do Estado. Anualmente, o governo fixa o valor que será submetido à deliberação da população. A quantia é distribuída entre as regiões de acordo com critérios como quantidade de habitantes e Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).

Com informações da Ascom do Governo do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.