Combate ao trabalho infantil

Depois de 7 anos de atuação no estado, o programa Arise – uma parceria que reúne Japan Tobacco International (JTI), Winrock International e Organização Internacional do Trabalho (OIT) – lança novos planos de ação para a implementação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) nos municípios de Arroio do Tigre, Sobradinho, Lagoa Bonita do Sul e Ibarama (RS). O objetivo é intensificar as ações públicas que contribuem para a erradicação do trabalho infantil nas pequenas propriedades produtoras de tabaco.

Painel “Educação Contra o Trabalho Infantil”

O evento ocorreu na manhã do dia 27 de março, durante a programação da 19ª Expoagro Afubra, em Rio Pardo (RS). Participaram do debate Martin Hahn, diretor do escritório da OIT no Brasil; Paulo Saath, vice-presidente da divisão de tabaco da JTI Brasil; Luisa Helena de Siqueira, diretora do Winrock International no Brasil; Elton Weber, deputado estadual pelo PSB-RS; Avay Miranda, diretor do departamento de estruturação produtiva do Ministério da Agricultura; Alceu Mergen, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Arroio do Tigre; Marciano Ravanello, prefeito de Arroio do Tigre, e Denise González, auditora-fiscal do trabalho.

Entre os assuntos em pauta, esteve o modo de atuação integrado do ARISE. “Reunimos atividades diversas para termos uma solução coerente e garantir uma agenda articulada entre as entidades para erradicar o trabalho infantil”, explica Hahn. O programa está em desenvolvimento desde 2012 em municípios do Rio Grande do Sul promovendo atividades educacionais para crianças e adolescentes, conscientizando a comunidade e capacitando as famílias para contarem com rendas alternativas.

A iniciativa envolve uma mudança cultural profunda entre a população rural da região. “Nos preocupamos sobre como os agricultores iam receber a proposta de tirar os jovens do trabalho. Era algo tradicional os filhos trabalharem com os pais desde pequenos”, contextualiza Mergen. Para enfrentar esse desafio, a educação foi o caminho eleito. “A escola é a porta de entrada e o professor é o multiplicador”, comenta Luísa, que tem atuado em campo no projeto.

O vice-presidente da divisão de tabaco da JTI Brasil conhece bem a realidade dessas famílias. “Como filho de produtores, posso dar o testemunho que a educação faz a diferença na vida das pessoas”, conta Saath. Longe do trabalho infantil, crianças e adolescentes podem estudar por mais tempo e aspirar funções melhor remuneradas, mesmo que seja tocando suas propriedades. “A JTI acredita no papel da educação. Por se tratar de um problema complexo, precisamos trabalhar juntos para construir um futuro melhor para essas crianças. A educação abre as mentes e um mundo de possibilidades”, defende Saath.

Novos planos de trabalho

Durante o evento, os novos planos de ação foram entregues aos representantes dos municípios de Arroio do Tigre, Sobradinho, Lagoa Bonita do Sul e Ibarama (RS). Os documentos foram desenvolvidos de forma colaborativa por comunidades, autoridades públicas e o programa Arise. Nos planos para os próximos dois anos, estão relacionados objetivos, ações práticas para atingir as metas, assim como prazos e responsáveis por cada atividade.

Um dos exemplos de atividade que está presente nos planos é a organização de encontros, seminários e oficinas para a qualificação dos profissionais da educação, saúde, assistência social e das demais políticas setoriais para identificação e notificação de situações de trabalho infantil no município.

Sobre o Arise

O Arise – Achieving Reduction of Child Labor In Support of Education (Alcançando a Redução do Trabalho Infantil pelo Suporte à Educação) é uma iniciativa da Japan Tobacco International (JTI), Winrock International e Organização Internacional do Trabalho (OIT). As atividades do Arise acontecem no Brasil, Malawi, Zâmbia e Tanzânia, e tem como objetivo prevenir e reduzir o trabalho infantil em áreas onde a JTI atua.

No Brasil, o programa já trouxe resultados práticos expressivos como 3.180 crianças matriculadas regularmente na escola e incluídas no Arise, 2.233 professores que receberam treinamentos, 658 mães envolvidas nas capacitações, 174 jovens com oportunidades de qualificação e 22 escolas participantes ativas da iniciativa.

A Japan Tobacco International

A JTI é uma empresa líder no setor de tabaco, com distribuição de seus produtos em 130 países. É a proprietária tanto da Winston, a segunda marca de cigarros mais vendida no mundo, quanto da Camel fora dos Estados Unidos, e tem o maior volume de vendas de ambas as marcas. Outras marcas globais incluem a Mevius e a LD.

Com a sua internacionalmente reconhecida marca Logic, a JTI também é uma protagonista no mercado de cigarros eletrônicos e, desde 2011, com o Ploom, tem presença na categoria de cigarros aquecidos. Com sede em Genebra, na Suíça, a JTI emprega cerca de 40 mil pessoas e foi premiada como Top Employer Global por quatro anos consecutivos.

Em 2018, inaugurou no Brasil a sua primeira fábrica de cigarros da América Latina, com um investimento de mais de R$ 80 milhões em Santa Cruz do Sul (RS).

 Fonte: Expoagro Afubra 2019

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios