CORSAN e Sentinela do Sul encaminham renovação contratual

0
68

Fonte: Ascom Corsan / Foto: Ronaldo Alves
Com perspectivas de ações em saneamento e a implantação de serviços de gestão patrimonial, município e companhia alinham novo contrato
No último dia 11 de dezembro, deste ano, o Diretor Administrativo da Corsan e ex-prefeito de Sentinela do Sul, Marcus Vinicius Vieira de Almeida, recebeu em seu gabinete o atual vice-prefeito da cidade, Paulo Roberto Coutinho e a vereadora Denir Kologeski onde trataram do processo de renovação contratual do município com a Companhia. O novo contrato é uma exigência da Lei Federal 11.445/2007, que trata da política de saneamento nos municípios brasileiros. A legislação mudou a relação entre as concessionárias e o poder concedente (prefeituras), atribuindo mais responsabilidades e novos serviços neste segmento.
Em janeiro deste ano, logo após a posse do prefeito Flávio Trescastro, o Diretor Marcus Vinicius esteve reunido com o gestor local para falar das oportunidades que o novo contrato poderá trazer para a comunidade. Entre estas inovações está o tratamento adequado do esgoto mediante o sistema de fossas sépticas higienizadas pela Corsan, ampliação das redes de distribuição de água e uma gestão patrimonial eficaz junto ao Parque Municipal de eventos onde a Estação de Tratamento está instalada. Neste local, por exemplo, afirma Marcus Vinícius que há possibilidade de que seja feito por conta da estatal o cercamento do parque, manutenção da iluminação das vias de acesso à ETA, manutenção do espaço público com limpeza, roçada, podas e capinas, além de sua vigilância. “A Corsan ocupa o principal parque de Sentinela do Sul há mais de 20 anos, entendo como algo justo e indispensável que a companhia assuma está responsabilidade e preste estas melhorias”, declarou o diretor.
Os próximos trâmites exigem a apresentação do Plano Municipal de Saneamento por parte da prefeitura e a celebração do convênio de cooperação com o Estado. Concluída essa fase, o novo contrato poderá ser assinado. “Assim que todos os documentos forem juntados, em questão de 60 dias já poderemos formalizar a assinatura. Ao que tudo indica, poderemos fazer isto antes do aniversário de emancipação de Sentinela do Sul” previu Marcus Vinícius.
Participou da reunião ainda a engenheira Denise Schallemberger, Gestora de Departamento da Superintendência de Relações Institucionais da Corsan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here