Emater vai promover reunião técnica da cebola em Barão do Triunfo

A cebola está entre as hortaliças de maior importância econômica do Brasil. Atualmente, a oferta brasileira de cebola gira em torno de 1.300.000 toneladas/ano, sendo 1.100.000 toneladas oriundas da produção nacional e 200.000 importadas da Argentina. O consumo de cebola per capita no país é de seis quilos por habitante/ano. O Rio Grande do Sul é o terceiro estado maior produtor no país e conta atualmente com uma produção média de 192.313 toneladas/ano, que representa 15% da produção nacional.
Neste ano o fenômeno El Niño prejudicou a produção de cebola nos três estados do Sul, que registraram severas perdas no volume colhido, apesar disso, os preços animam os produtores.
De olho neste mercado alguns agricultores familiares da região estão investindo no cultivo dessa olerácea que surge como uma boa opção de diversificação de cultura nas pequenas propriedades rurais.
Neste sentido o escritório municipal da Emater-RS/Ascar estará promovendo no próximo dia 05 de maio (quinta-feira), uma reunião técnica sobre o cultivo da cebola. O evento que ocorrerá na Câmara de Vereadores tem como público alvo os agricultores inclusos na Chamada Pública do Tabaco, mas também abre espaço par os demais interessados na cultura.
O engenheiro agrônomo da Emater baronense, Elias Kuck explica que a cebola aparece como boa opção de complementação de renda e se adapta com a realidade local, pois é cultivada no inverno não competindo com a produção de fumo e traz grandes rendimentos em pequenas áreas de produção, além de ser pouco perecível o que permite ao produtor armazenar a hortaliça para aguardar o melhor preço.
A reunião técnica vai tratar da produção de mudas de alta qualidade, o controle de ervas invasoras com herbicidas, a adubação, as principais pragas e doenças, a colheita e o armazenamento para longos períodos.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios