Homem que degolou ex-colega de trabalho em Porto Alegre é preso na Chuvisca

0
391

Fonte: Acústica FM
Criminoso é acusado de homicídio, praticado em frente de mulher e filho
Um homem de 42 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (10), na estrada Costa da Pitanga, no interior de Chuvisca. O criminoso é o autor de um homicídio praticado em Porto Alegre, em maio deste ano.
De acordo com informações da polícia, o homem utilizou uma faca para degolar Geraldo da Rosa Saraiva, seu ex-colega de trabalho. O crime teria sido motivado por uma discussão, causada pelo uso de uma esmerilhadeira, e ocorreu na frente da esposa e do filho da vítima, que ainda tentaram impedir a ação, mas acabaram presenciando o homicídio.
A operação foi realizada por policiais militares de Chuvisca, com apoio de uma viatura de Camaquã. O criminoso possui antecedentes criminais por lesão corporal e mantinha em sua residência uma arma de fogo irregular. No local da prisão, foram apreendidas uma arma calibre 32, duas munições intactas, seis munições deflagradas, um estrator artesanal e uma pochete.
O criminoso foi identificado pelas iniciais U.S.A. A polícia não permitiu a divulgação do nome completo do preso. Ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. O criminoso responderá pelo crime de homicídio doloso duplamente qualificado, por motivo torpe e por não ter dado chance de defesa à vítima.

Investigação
A prisão é parte de uma operação do Departamento de Homicídios, na busca de retirar da sociedade indivíduos perigosos que cometem crimes bárbaros como este investigado. O Diretor do DHPP, Delegado Paulo Rogério Grillo, e o Diretor da Divisão de Homicídios, Delegado Gabriel Bicca, enfatizaram as significativas prisões que vem retirando da sociedade indivíduos de alta periculosidade.
Na tarde desta quinta-feira, um agricultor foi preso por porte ilegal de arma, na mesma localidade. De acordo com a polícia, ele foi flagrado dentro de um veículo portando uma espingarda calibre 28, enquanto transitava próximo à residência de U.S.A.
Na oportunidade, o acusado do homicídio conseguiu fugir. Já o agricultou pagou uma fiança de R$ 1 mil para ser libertado. A ação foi realizada pela 1ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa, coordenados pelo Delegado Rodrigo Reis, na companhia de policiais militares do Grupamento de Polícia Militar de Chuvisca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here