Justiça Eleitoral cassa vereadores do PSDB em Camaquã

0
188

Fonte e foto: Acústica FM – Rodrigo Vicente
Decisão em primeira instância se refere a fraude em cota de gênero
A Justiça Eleitoral decidiu pela cassação dos diplomas dos três vereadores do PSDB de Camaquã, por fraude na cota de gênero do partido, que não teria sido respeitada. A decisão em primeira instância é do juiz da 12ª Zona Eleitoral, Felipe Valente Selistre.
Conforme a sentença, o juiz julga procedente a ação movida pelos candidatos Marconi Dreckmann e Leomar Boeira e reconhece a fraude na composição da lista de candidatos à eleição proporcional da Coligação Para Mudar e Renovar Camaquã. O PSDB é acusado de registrar duas mulheres como candidatas, sem que elas tivessem a inteção de participar do pleito, não obtendo nem o próprio voto.
Na prática, além dos vereadores eleitos pelo partido, todos os demais candidatos também estão irregulares. Com a decisão da justiça, os vereadores serão afastados dos cargos e feito um recálculo. Os vereadores Elemar Venske (Mazinho), Luciano Delfini e Mozart dos Santos são afetados pela sentença.
Com a saída dos vereadores do PSDB, os candidatos Marivone Tavares (PT), Marconi Dreckmann (DEM) e Leomar Boeira (PMDB) devem assumir uma cadeira cada no legislativo camaquense. A decisão do juiz ainda cabe recurso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here