Justiça Eleitoral cassa vereadores do PSDB em Camaquã

0

Fonte e foto: Acústica FM – Rodrigo Vicente
Decisão em primeira instância se refere a fraude em cota de gênero
A Justiça Eleitoral decidiu pela cassação dos diplomas dos três vereadores do PSDB de Camaquã, por fraude na cota de gênero do partido, que não teria sido respeitada. A decisão em primeira instância é do juiz da 12ª Zona Eleitoral, Felipe Valente Selistre.
Conforme a sentença, o juiz julga procedente a ação movida pelos candidatos Marconi Dreckmann e Leomar Boeira e reconhece a fraude na composição da lista de candidatos à eleição proporcional da Coligação Para Mudar e Renovar Camaquã. O PSDB é acusado de registrar duas mulheres como candidatas, sem que elas tivessem a inteção de participar do pleito, não obtendo nem o próprio voto.
Na prática, além dos vereadores eleitos pelo partido, todos os demais candidatos também estão irregulares. Com a decisão da justiça, os vereadores serão afastados dos cargos e feito um recálculo. Os vereadores Elemar Venske (Mazinho), Luciano Delfini e Mozart dos Santos são afetados pela sentença.
Com a saída dos vereadores do PSDB, os candidatos Marivone Tavares (PT), Marconi Dreckmann (DEM) e Leomar Boeira (PMDB) devem assumir uma cadeira cada no legislativo camaquense. A decisão do juiz ainda cabe recurso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.