Marcus Vinicius poderá perder a cadeira na Assembleia Legislativa

Após os Progressistas da região Centro Sul e demais apoiadores de Marcus Vinicius Vieira de Almeida (PP) terem comemorado a conquista dele de uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado a história tomou um novo rumo e a região poderá perder o seu único deputado.

O fato ocorre porque o deputado do PTB, Dirceu Franciscon (Dirceu do Busato) indicado pelo governador Eduardo Leite para ser o titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), abriu mão do cargo e preferiu cumprir seu mandato no legislativo, na vaga que seria ocupada por Marcus Vinicius, primeiro suplente.

A notícia gerou desconforto no governo a ponto de ser transferida para a semana que vem uma reunião com todo o secretariado que ocorreria na última quarta-feira, 06 de março, já que a decisão de Franciscon não obedece ao acordo político entre as legendas que possibilitou Ronaldo Santini assumir uma vaga na Câmara Federal, após o deputado Covati filho ter assumido a Secretaria da Agricultura do RS.

Franciscon reclama que a Sedetur não está no eixo de governança, portanto restringe cargos e impossibilita o trabalho da pasta. Pelos corredores da Assembleia Legislativa e do Centro Administrativo corre rumores de que o Petebista teria feito uma contraproposta a Marcus Vinicius exigindo grande parte dos cargos do gabinete na Assembleia em troca do mandato.

Marcus se limitou a dizer que espera que o PTB apresente o nome de outro deputado estadual interessado e em sintonia com a pasta, cumprindo com um acordo institucional firmado entre as siglas. “Seguirei confiando na responsabilidade dos dirigentes partidários e gestores envolvidos”, afirmou.

“Embora não tenha me elegido, não irei rasgar os compromissos que defendi em campanha. Assumindo como deputado pretendo montar uma equipe enxuta, de confiança e pela qual eu possa realmente ser responsável, Inclusive com controle de frequência e adoção de relatórios”, esclareceu Marcus.

Novas costuras políticas devem fazer parte da pauta de governo na próxima semana para resolver o impasse.

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: