Moradores de Santa Auta reclamam das condições de travessão de estrada

Um trecho de estrada conhecido pelo nome Travessão do Servino Dias, com cerca de seis quilômetros, que se estende até Vista Alegre 2, tem dado dor de cabeça aos moradores locais pelas péssimas condições de tráfego da via.

Indignados com a situação alguns moradores postaram fotos e vídeos da estrada na internet e acionaram veículos da imprensa regional para que divulguem a situação, de modo a chamar a atenção das autoridades competentes, pois afirmam que por diversas vezes estiveram na prefeitura de Camaquã para pedir providências, mas que até o momento não foram atendidos.

Tâmi Afeldt, moradora local, estima que há cinco anos a estrada não é patrolada, mas diz que nos últimos dois anos a situação se agravou com o surgimento de valas profundas, buracos, partes inundadas e a ocorrência de muito barro quando chove, deixando a via intransitável.

Ao longo do travessão residem onze famílias, incluindo produtores de fumo que precisam transportar suas safras. No local não passa transporte escolar e alguns pais precisam levar as crianças diariamente a uma parada de ônibus na estrada principal enfrentando os desafios do local que mais parece uma pista de Rally.

“Vergonhoso. A estrada nessa situação, não se tem condições de passar carros ou motos. Caminhões é mais difícil ainda. Digamos que até a pé é difícil, pois onde não tem buracos tem poças d’água”, reclama Tâmi.

Outro morador, Sidnei Araújo, postou um vídeo (CLIQUE PARA VER) onde desafia o prefeito Ivo Ferreira, o vice-prefeito, Jair Martins e alguns vereadores a passarem com seus carros pelo local. Durante a filmagem ele menciona que tem feito a manutenção do trecho por conta própria, mas pede encarecidamente que as autoridades municipais façam o que é de dever do poder público.

O Regional tentou contato com o secretário municipal de Transportes, Valdemar Moreira, mas não o encontramos até o final desta tarde (22/04/2019).

Fotos: Tami Affeldt Pacheco

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios