Otomar Vivian é anunciado por Eduardo Leite para a Casa Civil

0
Otomar Vivian entre Eduardo Leite e o Delegado Ranolfo

O governador eleito Eduardo Leite (PSDB) confirmou o nome de Otomar Vivian (Progressistas) como o secretário-chefe da Casa Civil a partir de 1º de janeiro. O anúncio aconteceu na sede estadual do PSDB, nesta quarta-feira (5).
Eduardo destacou a articulação política como qualidade necessária para secretariar a Casa Civil e elogiou o progressista. “Nos dá a tranquilidade de alguém que conhece, que tem respeitabilidade e é reconhecido pelos diversos partidos políticos, tem história e trajetória e, ao mesmo tempo, força e disposição para enfrentar esta grande missão”.
Segundo o governador eleito, a participação de Vivian começa imediatamente. “Estamos afinados e, desde já, ele se incorpora à transição, ao lado do nosso vice-governador, Delegado Ranolfo (PTB), no esforço junto da Assembleia Legislativa para a aprovação de projetos, em especial à prorrogação das alíquotas do ICMS”, afirmou.
Otomar Vivian falou do desafio de chefiar a pasta e que tem a intenção de colaborar com a agenda proposta por Eduardo Leite. “Me motivou muito o gesto de grandeza política do próprio governador ir a todas as bancadas da Assembleia Legislativa, independentemente de questão ideológica”, revelou.
Este é o segundo nome do primeiro escalão do governo eleito a ser anunciado por Eduardo Leite. O primeiro foi Marco Aurelio Cardoso, 46 anos, para a Secretaria da Fazenda.

Experiência como chefe da Casa Civil
Otomar Vivian tem 65 anos e mais de 30 anos de vida pública. É formado em educação Física e iniciou a carreira de professor na rede pública estadual em 1976. Foi secretário-geral de Caçapava do Sul até 1982, onde também foi prefeito, entre 1983 e 1988.
Exerceu mandato de deputado estadual entre 1991 e 1994 e em 1995 assumiu a presidência do Instituto de Previdência do Estado (IPE) pela primeira vez. De 1996 a 1998, foi secretário de Administração e dos Recursos Humanos. Em 1999, voltou ao parlamento gaúcho, até 2002. A segunda passagem como presidente do IPE ocorreu no período entre 2003 e 2008.
Chefiou a Casa Civil gaúcha entre 2009 e 2010 e foi prefeito de Caçapava do Sul de 2013 a 2017. Entre 2017 e 2018 reassumiu a presidência do IPE. Foi também diretor de planejamento do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here