Paixão Côrtes, ícone tradicionalista morre aos 91 anos

João Carlos Paixão Côrtes, um dos ícones do tradicionalismo gaúcho, faleceu na tarde de segunda-feira, 27 de agosto. Paixão Cortes estava internado na CTI do Hospital Ernesto Dornelles desde 18 de julho. Reverenciado no meio tradicionalista, para o grande público ele era conhecido como o homem que serviu como modelo para a estátua do Laçador. O tradicionalista também foi o criador da Chama Crioula e do CTG 35.

Paixão, aos 91 anos, havia sofrido uma queda e fraturou o fêmur, precisando passar por cirurgia. O tradicionalismo gaúcho está de luto, afirma o presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho, Nairo Callegaro. Na sede do MTG, em Porto Alegre, as bandeiras estão a meio mastro e Callegaro anunciou luto de três dias.

João Carlos D’Ávila Paixão Côrtes, que nasceu na cidade de Santana do Livramento no dia 12 de julho de 1927 foi um folcloristacompositorradialista e pesquisador gaúcho. 

*Algumas informações foram extraídas do site Eco da Tradição

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios