Plenária regional debate desafios da educação

Professores estão construindo um Observatório da Educação em Camaquã para fiscalizar investimentos e cobrar o cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação

Camaquã teve a 1º Plenária Regional em Defesa da Escola Pública na sexta-feira (12). O encontro ocorreu no Colégio Sete de Setembro e contou com a presença da deputada estadual Sofia Cavedon (PT), presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, e da Frente de Incentivo ao Livro e à Leitura da Assembleia Legislativa do RS; presidente da Câmara de Vereadores de Camaquã, Fabiano Medeiros; diretor do IFSul campus Camaquã, Tales Amorim; presidente do Sindicato dos Municipários de Camaquã – Simuca, Carla Simone Blaskowski; presidente do 42º Núcleo do Cpers Sindicato, Iarita Ávila; estudantes; pais; professores e representantes de entidades. O evento foi organizado pelo Coletivo de Educadores da Costa Doce.

No encontro, o professor Leandro Neutzling Barbosa, representante do Coletivo, destacou a importância das redes de ensino trabalharem unidas em defesa da educação. “Precisamos defender a escola, seja municipal, estadual ou federal, sem separar, pois se uma rede de ensino não está funcionando bem, a educação como um todo é afetada”, afirma o professor, explicando que o Coletivo, em parceria com a deputada Sofia Cavedon, irá instalar em Camaquã o Observatório da Educação com o objetivo de fiscalizar os investimentos públicos na área, cobrar o cumprimento do Plano Nacional de Educação e o piso salarial dos professores, além de buscar melhorias.

O diretor do IFSul abordou a importância de gestão democrática em instituições de ensino, formações pedagógicas, investimentos em educação e valorização dos profissionais. Amorim destacou que o instituto possui o mesmo orçamento desde 2014 e apresentou as dificuldades de se manter as atividades do campus frente ao aumento nos custos e falta de investimentos. “Algumas atividades, como viagens de alunos e estagiários foram reduzidos, mas a qualidade do ensino continua excelente”, avalia.

Segundo a deputada, o valor investido por aluno no Brasil é insuficiente e o Observatório da Educação evidencia que nos últimos anos a União e o Estado congelaram os investimentos. “Precisamos saber onde cada centavo dos impostos está sendo colocado”, alerta a deputada, destacando que nos últimos oitos anos o Estado voltou sua atenção a segurança pública melhorando o salários dos profissionais da área, sendo preciso que a mesma atenção seja dada também a educação. “Atenção à educação requer vontade política”, ressalta a deputada.

As representantes do 42º Núcleo do Cpers Sindicato e Simuca, defenderam a participação da categoria na defesa do ensino, maior consciência de classe e ressaltaram a importância de lutar pela educação. “Esse evento foi construído por muitas mãos, impossível falar em educação sem mencionar os sindicatos que defendem o ensino público, agradeço a todos que trabalharam para que esse evento fosse realizado”, afirma o professor Leandro.

No encontro, o Grêmio Estudantil do Colégio Sete de Setembro entregou a deputada uma lista com as necessidades da escola para que a parlamentar encaminhe as solicitações a Assembleia Legislativa.

Fonte/Foto: Assessoria Professor Leandro

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: