Prefeitos peregrinam em Brasília atrás de recursos contra efeitos da estiagem

0
Prefeita Fábia Richter entrega demanda no Ministério da Integração Nacional

Foto: Divulgação Facebook
Apesar de 29 municípios gaúchos terem suas situações de emergência homologadas pelo Estado e reconhecidas pelo Ministério da Integração Nacional, até o momento nenhum deles teve ajuda financeira efetiva de quaisquer que seja o órgão das esferas superiores.
Nesta semana diversos prefeitos, principalmente da Metade Sul do RS, viajaram para Brasília com o objetivo de verem suas demandas atendidas de forma que a situação de inúmeras famílias, sobretudo agricultores, seja amenizada.
No Distrito Federal a maratona dos administradores municipais inclui vários ministérios, na tentativa de vencerem a burocracia e conquistarem uma decisão favorável ao envio da ajuda tão necessária.
A prefeita de Cristal, Fábia Richter, que também preside o Consórcio Intermunicipal Centro Sul, reclama da morosidade e da falta de respostas. “Desde novembro nós não temos fortes chuvas em Cristal. Nossa necessidade é urgente como foi comprovada através do decreto que emitimos e de laudos técnicos apresentados. Da mesma forma outros municípios da região cumpriram os trâmites para informar e comprovar os prejuízos sofridos com as intempéries climáticas, mas ainda não recebemos auxílio nenhum”, disse.
Outro que peregrina entre por Brasília atrás de ajuda é o prefeito de Dom Feliciano, Clênio Boeira, que está preocupado com a situação da agricultura local. “É preciso que os agricultores tenham suas dívidas renegociadas e que sejam tomadas providências para que possam reiniciar suas atividades agrícolas com normalidade”, considera.
Clênio pontua que a decisão passa por duas ou três pessoas do Governo, mas que até o momento não definiram as ações.
“Esperamos que estas pessoas se sensibilizem com a situação do Rio Grande do Sul, principalmente, o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que é gaúcho e conhece nossa realidade”.
Os prefeitos que lá estão, esperam, até o final da semana, alguma ação concreta por parte do Governo Federal, inclusive portaria do Ministério da Integração Nacional, que permita facilitar a vida dos agricultores e agricultoras que usaram de financiamentos em outras instituições bancárias, além do Banco do Brasil, como SICREDI e outros.
Nesta quarta-feira, 21 de março, os prefeitos estiveram em audiência com o Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho que informou que o Palácio do Planalto ainda precisa autorizar a liberação de dinheiro extra, que não está previsto no orçamento
Já nesta quinta as reuniões estão previstas para ocorrerem na SEAD – Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrárioe com o chefe da Casa Civil, ministro Eliseu Padilha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.