Quebra-molas no novo calçamento da Av. Theodoro Zenker divide opiniões

0
827

Cerro Grande do Sul – Quem acessa a sede municipal pela Avenida Theodoro Zenker já percebe um grande avanço nas obras de calçamento da via no trecho entre o pontilhão do arroio São Silvestre e o acesso à Linha dos Tejada.
O tempo seco contribuiu para a evolução dos trabalhos e a previsão é que a obra seja entregue pronta ainda na primeira quinzena de março. Contudo, antes mesmo de ser inaugurado, o calçamento terá que sofrer alterações em sua estrutura, mais especificamente nos quebra-molas que foram implantados inicialmente fora das medidas ideais e estão incomodando os motoristas que passam pelo local e sentem seus veículos rasparem nas extremidades das lombadas.
A pavimentação está trazendo satisfação aos inúmeros usuários do trecho, sobretudo aos moradores e comerciantes localizados às margens, que falam das vantagens do piso com calçamento em relação ao chão batido.
Para Michele Castro Oliveira, proprietária do restaurante da Mec Lanches, o calçamento reduziu a poeira no estabelecimento comercial e ainda melhorou o acesso dos clientes ao local. “Antes quando chovia ficava tudo embarrado e alagado, mas agora este problema não irá mais ocorrer” exemplifica.
O que tem dividido as opiniões são realmente os quebra-molas. Caminhoneiros reclamam da quantidade de redutores de velocidade implantados em trecho tão curto de calçamento. São três ao longo dos 200 metros o que impede de embalar o veículo carregado para subir a lomba no seguimento da avenida, rumo ao centro.
O prefeito municipal Sergio da Costa confirmou que os quebra molas serão rebaixados, porém descartou a possibilidade da retirada de algum deles.
Eduardo Oliveira empresário local, sócio da revenda Duda Veículos, garante que os quebra-molas trouxeam segurança para a via. “Muitas crianças transitam pelo trecho para acessar o transporte escolar e os quebra molas obrigam os veículos a reduzirem a velocidade diminuindo o risco de acidente. Noutra época muitos carros passavam aqui em alta velocidade. Até rachas já presenciamos”, garnte o comerciante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here