Reunião aborda a situação das agências do Banrisul em Sentinela e Tapes

crédito-josé-marquesRecentemente alvos de ataques com o uso de explosivos as agências do Banrisul de Sentinela do Sul e Tapes estão passando por reparações em suas estruturas físicas que foram abaladas pelas explosões. Diante da reestruturação alguns serviços prestados pelas agências tiveram que ser suspensos, por exemplo, o uso dos caixas eletrônicos fora do expediente bancário na agência de Tapes, o que vem gerando descontentamento para os clientes do banco.

Para buscar informações e reivindicar a normalização na prestação de serviços bancários ocorreu, na manhã de quarta-feira (30), uma reunião em Porto Alegre, com a presença do deputado Zé Nunes (PT), que foi recebido pelo diretor de crédito da instituição financeira, Oberdan de Almeida, e pelo superintendente executivo, Sérgio Citolin. A demanda foi levada ao deputado pelo vereador Gelso Volmar Didio (PT), que relatou a Zé Nunes a situação do atendimento nestas agências.

Sobre a precariedade do atendimento nas agências foi informado que em relação à agência de Sentinela do Sul, alvo dos criminosos em novembro de 2015, a situação deve ser normalizada neste mês de janeiro.  Já em Tapes, alvo dos criminosos em outubro de 2015, a normalidade deve ocorrer somente em fevereiro.

Na reunião, o deputado também aproveitou para tratar sobre a situação dos atrasos de repasses as entidades conveniadas ao Programa de Microcrédito. O deputado registrou que o prejuízo já ultrapassa R$ 12 milhões. “Levaremos esta pauta ao secretário do Desenvolvimento Econômico do RS, Fábio Branco, na tentativa de avançar nas tratativas”, concluiu Zé Nunes.

Foto: José Marques

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios