Nascimento de terneiras trigêmeas causa surpresa

A equipe da Emater/RS-Ascar de Fagundes Varela foi surpreendida, na terça-feira (04), ao receber uma foto via whatsapp do nascimento de terneiras trigêmeas pertencentes à família de Antônio e Inês Rigo, da Comunidade de São Marcos.

“No serviço de Extensão Rural, para além da Assistência Técnica e Social prestada às famílias rurais, criamos laços de confiança, amizade e respeito com os agricultores. E não raro somos surpreendidos com relatos curiosos de fatos que ocorrem nas propriedades rurais”, diz a engenheira agrônoma da Emater/RS-Ascar, Taciana Marchesini.

Rigo conta que acordou cedo e foi até o estábulo para iniciar os trabalhos de ordenha do seu rebanho. Chegando no local onde os animais pernoitam, encontrou a vaca Branquinha e as três bezerras que já estavam em pé. Retornou até a residência e chamou o filho Gilnei para também ver as terneiras. Branquinha é uma vaca de quinta cria e não precisou de ajuda com o parto. Orgulhoso, seu Antônio diz: “em cinco crias, a Branquinha já pariu sete terneiras e nenhum macho”.

Conforme o veterinário da Emater/RS-Ascar, João da Luz, o nascimento de trigêmeos é considerado raríssimo, mais raro ainda é os três sobreviverem. No caso da família Rigo, as três bezerras estão vivas e bem. Como não houve nascimento de nenhum macho, as fêmeas serão férteis, podendo ser aproveitadas na propriedade para a produção de leite.

A família Rigo participou da Chamada Pública do Leite e continua sendo assistida pela Emater/RS-Ascar no município. Rigo diz que agora precisa escolher os nomes para as bezerrinhas. “Depois é cuidar, criá-las e torcer que herdem a genética da mãe”, salienta.

Fonte: Emater/RS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios