Com uma nova decisão anunciada nesta sexta-feira, 28 de dezembro, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) adiou novamente a implantação das placas do Mercosul. O novo prazo dá aos estados e ao distrito federal mais um semestre para se estruturar, sendo que os proprietários de veículos terão a obrigação de se adequar ao novo padrão a partir de 30 de junho de 2019.

No Rio Grande do Sul a data havia sido estipulada para 17 de dezembro, portanto o sistema já havia sido implantado e algumas placas já foram confeccionadas, mas os estampadores de placas enfrentam dificuldades para se adequar a legislação por conta da burocracia do recadastramento exigido pelos órgãos competentes.

Documento Digital

Outra exigência que também foi prorrogada é a da adoção do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo Eletrônico (CRLVe), o chamado documento digital, que deveria ser implantado até o próximo dia 31 de dezembro, mas também ficou para 30 de junho de 2019. Em novembro o Contran já havia alterado o texto exigindo que o documento físico continuasse a ser expedido.

CNH Digital

O Contran também adiou para 31 de dezembro de 2022 o novo modelo da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com chip. Antes, o prazo previsto para o início de expedição da nova CNH era 1º de janeiro de 2019 e foi anunciado há um ano.