Qual o impacto da pandemia nas futuras gerações? Quais as consequências para as crianças e adolescentes que vivem há mais de um ano sem aulas presenciais? Estes e outros questionamentos serão abordados no seminário “A escola do futuro: como recuperar o atraso pós-pandemia?”, que acontece na próxima quinta-feira (13), a partir das 17h30 (confira os detalhes abaixo).

Os painelistas convidados são a fundadora e diretora do FGV CEIPE, Claudia Costin, e o professor titular de Políticas Públicas da Escola de Economia de São Paulo da FGV, André Portela de Souza. Eles abordarão questões como a relevância social (pais e educadores) sobre as tendências da educação básica, os impactos da crise sanitária no ensino, além de números e pesquisas sobre o tema.

Para o presidente do Legislativo, deputado Gabriel Souza (MDB), a educação deve ser a pauta prioritária no pós-crise, já que estudos recentes apontam um déficit educacional que certamente impactará no desenvolvimento econômico e resultará em mais desigualdade social em todo o país. “Uma pesquisa do governo de São Paulo verificou que o tempo para recuperar a aprendizagem da educação básica em disciplinas como língua portuguesa e matemática pode chegar a 11 anos. É uma perda imensurável. Teremos uma geração marcada cognitivamente pela pandemia”, alerta Gabriel.

Além dos painelistas, o seminário terá a participação presencial, como debatedores, da presidente do Sindicato do Ensino Privado do RS (Sinepe), Bruno Eizerik; presidente do Cpers, Helenir Schürer; e da secretária estadual de Educação, Raquel Teixeira. Já a mediação fica por conta do presidente Gabriel. O debate integra a série de eventos promovida em 2021 pela Assembleia Legislativa com o objetivo de ouvir especialistas, discutir alternativas e propor soluções para o futuro da educação, das relações de trabalho, da saúde e da economia.

O evento, que tem patrocínio do BRDE e do Banrisul e produção da Storia Eventos e Projetos, acontecerá das 17h30 às 19h no Teatro Dante Barone e será transmitido pela internet. Será possível assistir pelo Youtube, pelo Facebook, pelo canal 16 da NET, pelo canal digital 11.2 (Região Metropolitana) e pela Rádio Assembleia.

Plateia virtual é presença garantida

Um dos destaques dos seminários O RS PÓS-PANDEMIA da Assembleia Legislativa é a participação da plateia virtual. Já que a pandemia não permite acompanhar pessoalmente, os interessados nos debates podem marcar presença no digital. Basta conectar neste link, ligar a câmera e fazer parte da discussão.

Fonte: Agência de Notícias AL-RS