Atacante Robinho é condenado a nove anos de prisão por estupro

O atacante brasileiro Robinho foi condenado nesta quarta-feira, 19 de janeiro, a nove anos de prisão, pelo crime de estupro em um caso de “violência sexual em grupo”, contra uma mulher, ocorrido no ano de 2013, em uma boate na cidade de Milão, na Itália.

A sentença é definitiva em terceira instância e não há mais como recorrer, sendo assim o jogador é considerado culpado e deverá cumprir a pena.

O outro participante do referido ato criminoso é Ricardo Falco que teve a mesma sentença. Nenhum dos réus esteve presente no julgamento.

Assim como nas duas instâncias anteriores a defesa de Robinho fez apelações durante o julgamento e seguiu defendendo que nunca houve provas de que a relação do jogador com a vítima tenha ocorrido sem a concessão dela. A mulher que acusou Robinho, que jogava no Milan na época, é uma albanesa que atualmente está com 31 anos.

POLÍCIA

Dupla é presa em Camaquã após roubo a estabelecimento comercial

Durante a noite desta segunda-feira (16), aproximadamente às 22h15, os agentes de segurança do 30º Batalhão de Polícia Militar (BPM) realizaram a prisão de...

Polícia investiga roubo de gado comandado de dentro da cadeia

Na tarde desta segunda-feira (16) a Polícia Civil através da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Camaquã deu início...

PRF prende foragido com mais de 100 quilos de maconha

A Polícia Rodoviária Federal prendeu um homem que transportava 111 quilos de maconha na noite deste sábado, 14, em Sarandi. O preso estava foragido...