Uma ação policial conjunta da Brigada Militar de Cerro Grande do Sul, Sertão Santana, Mariana Pimentel e Barão do Triunfo, que se desencadeou no início da noite de sábado, 02 de novembro, “estourou” um ponto de tráfico de drogas, na localidade de Tiririca, interior de Cerro Grande do Sul e prendeu em flagrante um casal acusado de traficar entorpecentes.

Após monitorar a movimentação entorno do local suspeito os policiais que faziam patrulhamento na estrada Pirapó, interior de Sertão Santana, avistaram uma moto, CG Titan, cor preta, a qual tinham informações que vinha sendo utilizada para entrega de drogas na região. Ao tentar abordar o condutor do veículo, dando ordem de parada, o mesmo não obedeceu a orientação e fugiu tendo sido acompanhado pelos policiais por cerca de 20 km, quando próximo ao Sport Club Tiririca, no município de Cerro Grande do Sul, o suspeito abandonou a moto e seguiu a fuga a pé por uma trilha no meio da mata.

Ainda em perseguição os policiais chegaram até os fundos de uma residência onde o fugitivo se abrigou. No local estava um grupo de pessoas que foram abordadas pelos policiais, momento em que foi identificado o indivíduo de iniciais P.L.C., 24 anos, com diversos antecedentes criminais, uma mulher de iniciais F.L.N., 31 anos, e um homem de iniciais M.R.S., 34 anos, este último portava uma pistola Taurus calibre 6.35mm, com numeração raspada e municiada com seis munições intactas. Ele ainda tentou resistir a prisão mas foi rendido pelos policiais.

Os policiais relataram que o movimento de pessoas no local era intenso durante a ação, a maioria suspeita de serem usuários de drogas que procuravam adquirir os entorpecentes.

Foram apreendidos no local uma quantidade de drogas, telefones celulares, relógios e restaram presos preventivamente o casal M.R.S. (ele), encaminhado ao presídio de Camaquã e F.L.N. (ela) encaminhada ao presídio feminino de Guaíba. Já o homem identificado pelas iniciais P.L.C. foi ouvido e liberado. Ele vai responder em liberdade.

A ação policial envolveu quatro viaturas e onze policiais militares.