Por Arlete Salante – Psicóloga | CRP 07/22612

Quando brotam as ideias, brotam os projetos.

Uma imagem de início, um flash, uma intuição que pulsa e toma forma dentro de si. Assim nascem as realizações, com breves imagens internas e, como as plantas, as ideias precisam ser regadas, cuidadas, cultivadas, mas sem obsessão! Dão trabalho, solicitam empenho e dedicação para chegar à completude. Seguem o processo natural do tempo e do amadurecimento das fases.

Arlete Salante

Assim também são as pessoas ao seguir o próprio projeto existencial, ao conseguir, antes de tudo, a máxima fidelidade a si mesmas, pagando o preço de abrir mão do que é cômodo para conquistar e realizar seus sonhos. O comodismo é um limitador das realizações.

Realizar-se ou não é uma escolha de cada um. No entanto, para quem quer mais da vida é uma obrigação, porque o projeto que a existência proporciona tem um tempo finito no plano terreno. Cumprir bem a existência é lapidar os dons recebidos e torná-los serviço a quem precisa ou deseja deles se beneficiar. É saber que é necessário servir ao próximo, servir aos outros a partir do que se tem de melhor. É a oportunidade em ser útil à vida e, assim, fazer valer esta passagem.

O filósofo Parmênides afirmava: “O Ser é, o não ser não é”.

Então, somos pelo que realizamos na medida da nossa essência a nós mesmos, pela força da vida intrínseca a cada um.

Não realizar a existência é deixar passar a oportunidade única e exclusiva de ser. Ou nos tornamos o que somos ou não existimos nem para nós mesmos, simples assim!

É preciso ter a percepção das possibilidades, saber ler a cada momento os caminhos cultivados que levam aos frutos. Não basta a obstinação que cega, mas a clareza dos melhores caminhos, do conhecimento necessário e das pessoas.

A vida brota e se renova a cada dia. Busque enxergar em si os próprios caminhos para autorrealização. O que brota em você favorece aos outros. Seus projetos são únicos e exclusivos e prestam serviço às pessoas.

Atenção às frustrações, raivas, crises de mal humor e crítica aos outros. Busque se conhecer, busque saber o que é sagrado e verdadeiro para você, o que te faz alegre, vencedor, o que te põe em paz com a vida, onde é verdadeiramente útil. Busque o que brota de você e responsabilize-se com a sua vida, amanhã é resultado de hoje!

Parabéns a tod@s que encaram ser quem realmente são e por isso contribuem para uma sociedade melhor! Feliz 2021!