Cerro G. Sul | Pedroso assume secretaria e fala em reforma administrativa

Desde a segunda-feira, 17 de janeiro, a secretaria de Administração de Cerro Grande do Sul está sob o comando de José Antonio de França Pedroso, ex-chefe do Cartório Eleitoral da 84ª Zona Eleitoral de Tapes, que a convite do prefeito João Gilmar Alba, o Gringo, passou a integrar a equipe do governo municipal com o desafio de qualificar a gestão e avançar em novos projetos locais de desenvolvimento.

Confira a entrevista com o novo secretário:

Portal ClicR: Pode fazer uma apresentação rápida pra gente?

Pedroso: Sou casado com Vera Lúcia, pai da Larissa e no final deste mês de fevereiro, se Deus quiser, assumindo o papel de avô da Aurora.

Completei 40 anos de contribuição previdenciária, por isso me aposentei. Tenho 28 anos dedicado a vida pública. Trago inserida essa concepção de servidor público.

De formação sou Bacharel em Ciências Políticas, com ênfase em Administração Pública, Tecnólogo em Administração Pública e fiz diversos cursos nas áreas de administração e gestão, enquanto fui servidor do Tribunal Regional Eleitoral do RS (TRE-RS), nos últimos 15 anos.

De experiência de trabalho fui servidor público federal quando passei pela Eletrobras, até o episódio de demissão em massa no governo Collor, em 2004. Depois estive na iniciativa privada, antes de voltar ao setor público, quando em 2005 exerci o cargo de diretor municipal de Planejamento de Parobé, município gaúcho de 48 mil habitantes, no vale do Paranhana.

Então no ano passado recebi o convite do prefeito Gilmar em ver a possibilidade de vir para Cerro Grande do Sul auxiliar o município, a partir da minha experiência destes quase 30 anos de vida pública. O prefeito me pediu para ajudá-lo a cumprir algumas metas que ele tem, dentre elas, uma reestruturação administrativa, a valorização do servidor público e a transformação deste perfil rural da área urbana do município.

Portal ClicR: O que o fez aceitar o convite?

Pedroso: Eu estava numa situação de aposentadoria já. Cheguei no teto máximo do tribunal em termos de plano de carreira e não teria mais como progredir neste sentido. Então me apareceu essa oportunidade de trabalhar com uma coisa que sou apaixonado, que é a gestão pública.

Além do mais o prefeito me disse o seguinte: primeiro, ‘eu não tenho comprometimento com ninguém’; segundo, ‘eu quero que as coisas comecem a ser muito claras pra comunidade’; terceiro, ‘eu não quero que haja improbidade administrativa no município’; quarto, ‘não quero que haja roubo no município e quero que tu me auxilies pra não deixar ninguém roubar’; e quinto, ‘nós temos dinheiro pra investir, me ajude a investir bem pra minha comunidade’.

Portal ClicR: O Gringo declarou noutra oportunidade que o senhor seria uma espécie de “braço direito” na questão técnica do governo. Como o senhor encara essa responsabilidade?

Pedroso: Acredito que ele tenha considerado a minha vida pregressa, do que insisto em dizer, quase 30 anos de experiência e integridade na vida pública. Aliado a isto o prefeito Gilmar buscou o perfil técnico para auxiliá-lo a colocar em prática uma ideia de diminuir os caminhos legais, visando acelerar os processos.

O prefeito tem uma boa trajetória na iniciativa privada e eu costumo dizer pra ele que o tempo da iniciativa privada não é o mesmo da administração pública. Então, juntando esses fatores, entendo que ele quer aliar as questões técnicas e legais com sua vontade de fazer, a clareza de fazer e a publicidade de fazer. Não estamos aqui para ensinar ninguém, mas para fazermos as coisas juntos e trocarmos experiências com a finalidade de trazer benefícios pra essa comunidade.

Eu sou legalista por natureza, trago isso do TRE-RS, e tenho por prática ser muito claro e transparente nas minhas ações.

Portal ClicR: Qual sua avaliação até aqui e no que dá pra avançar?

Pedroso: Nós começamos esse ‘namoro’ em meados de julho do ano passado, quando o prefeito me disse que queria um auxílio para fazer algumas readequações na gestão pública municipal.

O município não está errado, mas o prefeito quer que seja dado um passo à frente e entendeu que juntos podemos montar um plano neste sentido dentro de uma linha reta de transparência, publicidade e legalidade.

Em setembro do ano passado eu apresentei um projeto ao prefeito dentro do que ele me pediu e ele aceitou minha ideia. Nós vamos fazer uma estruturação administrativa pra poder beneficiar o atendimento ao público e gerar economia. Nós temos hoje algumas dinâmicas administrativas que podem ser atalhadas, sem lesar a lei, e melhorar o processo burocrático que vai beneficiar o contribuinte que paga por tudo isso.

Portal ClicR: O senhor está nos dizendo que vai ser feita uma reforma administrativa municipal?

Pedroso: Vai haver. Nós já começamos um trabalho junto aos secretários para isso. Esse ano é impossível concluir, visto que temos eleições e uma série de limitações legais que nos impedem de avançar. Mas a partir do fechamento contábil de 2021, que está pendente por conta de uma inviabilidade da plataforma do tribunal de contas, já daremos segmento ao novo plano com um levantamento de cada secretaria e o estudo do projeto apresentado para que haja as readequações. Isso deve ocorrer no segundo semestre deste ano, pois precisa passar pelo Legislativo, para colocar em vigência em 2023.

Portal ClicR: Como o senhor estima que ocorra este processo considerando que isso mexe com a vida de todos os servidores públicos municipais?

Pedroso: Eu costumo dizer que toda a mudança de paradigma causa algum trauma e isso é normal. Eu sou totalmente averso ao ‘sempre foi assim’ e enxergo a administração pública como uma ferramenta do contribuinte. Para o servidor público municipal esta é uma questão de valorização e qualificação.

O município de Cerro Grande do Sul hoje, tanto em relação a região quanto ao Estado, tem uma particularidade ímpar, pois está superavitário e tem condições de fazer investimentos na sua administração e também na comunidade. Então nós vamos trabalhar aliado a isto. Vamos considerar o custo/benefício para a valorização do servidor que vai atender bem quem os paga que é a comunidade.

Portal ClicR: Os cofres públicos suportam esse impacto?

Pedroso: Como disse antes: não temos ainda oficialmente o fechamento contábil de 2021. Mas pelas informações que levantamos até aqui tem sim. Logo teremos os números e faremos as readequações no projeto para termos mais clara a realidade financeira. Hoje entendemos que o município é superavitário com um aumento de arrecadação e que tem capacidade de investimento.

De outro modo também, coragem e ousadia com certeza não faltam ao prefeito Gilmar, e a nosso intensão é materializar essa vontade dele.

Portal ClicR: O senhor tem filiação partidária ou pretende se filiar a algum partido?

Pedroso: Não tenho e no momento não pretendo. Não foi me colocada nenhuma condição neste sentido quando fui convidado a ser secretário. Também não tenho nenhuma aspiração como político. Todavia se por questões de adaptações estruturais ou legais que um cargo em comissão exija e que precise se filiar, não vou me eximir disso. Entretanto afirmo que participar ativamente na questão partidária não é minha pretensão.

Portal ClicR: Simpatiza com a vertente política do prefeito?

Pedroso: Eu simpatizo com família, religião e com a Pátria. Se esta é a visão política do prefeito eu estou alinhado com ele.

Portal ClicR: O ano de 2021 foi marcado por algumas polêmicas envolvendo o prefeito Gringo, inclusive com repercussão nacional. Como o senhor encara este fato agora que integra a administração municipal?

Pedroso: Eu costumo dizer ao prefeito Gilmar que ele precisa se ‘travestir de prefeito’. Precisa saber quem é a figura do empresário João Gilmar Alba e quem é a figura pública prefeito municipal de Cerro Grande do Sul. Conseguindo separar isto, tudo que for afeto à prefeitura toda a administração estará envolvida. As questões pessoais dele e como empresário eu não tenho o domínio de dizer o que deve ou não fazer. Ele é dono de suas ações. Por outro lado, enquanto prefeitura nós da administração podemos sentar com ele e dizer: “ó prefeito esse caminho não é aconselhável seguir por isso, isso e aquilo… o senhor vai responder ali na frente”.

O gestor público assina pelo que é de bom, mas assina também por tudo que é de ruim em uma administração. Então se nós pudermos evitar que ele precise assinar os ruins dessa administração vamos fazê-lo. Estamos aqui pra isso. Embora o termo pareça forte, mas o nosso papel é blindar o prefeito sim.

Eu não tenho como blindar a pessoa do empresário Gilmar Alba. O grande problema é que toda a ação pessoal reflete na ação pública uma vez que ele é prefeito municipal. Talvez isso ocorra por sua inexperiência no que é público e toda sua trajetória até aqui tenha ocorrido na iniciativa privada. Ele precisa começar a ter esta consciência, mas isso é construção e já estamos trabalhando forte esta questão. De qualquer forma não pretendo interferir na vida pessoal do prefeito.

Portal ClicR: Quer acrescentar algo?

Pedroso: Acredito que em fevereiro já tenhamos resultados. Se houver guarita à intenção do prefeito nós vamos começar a dar exemplo pro estado do RS. Estamos com uma situação que em havendo consonância com a Câmara de Vereadores, vamos começar uma nova era em termos de publicidade dos atos públicos. Já procurei o presidente da Câmara, vereador Dioninha, esta semana e na semana que vem o prefeito deve estar encaminhando um ofício pra ele pra começarmos integralizar isto que estou te falando. Em fevereiro já teremos novidade com certeza.

Outras mudanças

Com a chegada de Pedroso outras modificações ocorreram na estrutura do governo municipal. Geci Nara Souza Silveira que deixou a pasta da Administração assumiu a secretaria da Fazenda. Com isso o secretário Júlio Cesar Doze deixou de responder pela pasta e permanece acumulando as funções de secretário da Saúde e da Educação e Cultura.

POLÍCIA

Dupla é presa em Camaquã após roubo a estabelecimento comercial

Durante a noite desta segunda-feira (16), aproximadamente às 22h15, os agentes de segurança do 30º Batalhão de Polícia Militar (BPM) realizaram a prisão de...

Polícia investiga roubo de gado comandado de dentro da cadeia

Na tarde desta segunda-feira (16) a Polícia Civil através da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Camaquã deu início...

PRF prende foragido com mais de 100 quilos de maconha

A Polícia Rodoviária Federal prendeu um homem que transportava 111 quilos de maconha na noite deste sábado, 14, em Sarandi. O preso estava foragido...