Comércio de Camaquã vai reabrir dia 1º de abril

Estabelecimentos comerciais poderão funcionar com 50% de suas capacidades

“A roda tem que começar a girar”, disse o prefeito de Camaquã, Ivo de Lima Ferreira ao anunciar a decisão do Comitê de Gerenciamento de Crise no município que optou pela volta do funcionamento do comércio, com 50% de sua capacidade, a partir do próximo dia 1° de abril.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa após uma tarde inteira de discussões entre os integrantes do comitê que inclui representantes de entidades ligadas ao setor econômico e comercial do município, gestores e profissionais da área da saúde, além do presidente do Consórcio Intermunicipal Centro Sul, Silvio Rafaeli.

Ivo disse que durante a reunião tiveram discussões acaloradas e lembrou que o comitê tem legitimidade por sua formação por representar toda a comunidade e ter sido instituído por decreto. Quanto ao formato da decisão disse que foram construídas quatro diferentes propostas, mas que só revelaria a vencedora, conforme acordado com todos.

“Estamos preocupados com a vida das pessoas e com a economia”, comentou o administrador municipal, acrescentando que é preciso que os empresários entendam que foi uma decisão difícil e que todos devem colaborar com as medidas preventivas de higienização e controle de aglomerações. Quanto ao formato dos 50% da capacidade explicou que deve ser tanto do fluxo de clientes nas áreas de atendimento quanto do números de colaboradores.

O prefeito destacou também que a orientação segue para que os idosos e pessoas do grupo de risco permaneçam isoladas socialmente para que a medida seja eficaz, já que o risco de contaminação continua iminente e ainda deve se agravar.

“Será difícil que semana que vem já não tenhamos casos aqui e assim que surgir o primeiro virão mais dois, e mais três, e mais quatro… é assim que está ocorrendo em todo o mundo. Por isso pedimos a colaboração de todos, sobretudo das famílias que nos ajudem a manter os idosos em casa”, pediu.

No mesmo sentido o secretário municipal de Saúde, Luciano Dias destacou que diversas medidas já foram tomadas para preservar os grupos de risco e que o serviço público continuará com o mesmo rigor e restrições nos atendimentos.

“As mudanças são pra flexibilizar o comércio e movimentar a economia. Não que dizer com isso que está tudo bem. É um voto de confiança à população que precisa dar o retorno”, concluiu o secretário.

Também o médico Tiago Bonilha de Souza, que falou na coletiva,  reforçou para a manutenção das medidas e alertou que continuamos na subida para o pico da contaminação pelo coronavírus.

O prefeito Ivo complementou dizendo que já na sexta-feira, 03 de abril, o comitê voltará a se reunir pra avaliar os efeitos da decisão e deliberar sobre o assunto.

“A decisão do comitê vem do voto e é soberana. Poderemos manter no formato dos 50%, flexibilizar ainda mais ou então restringir novamente. Vai depender dos resultados e das avaliações”, concluiu.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: