Além da orla com sua beleza fantástica, das águas calmas da laguna, das sombras das figueiras o veranista que vai à praia em Arambaré também adora dar aquela passadinha pelo comércio pra conferir as novidades, comer alguma coisa diferente do dia a dia, ou então adquirir aquele item que faltou pra curtir o verão.

Toda a cidade de praia precisa ser bem servida de comércio para estar completa, só assim os visitantes vão se sentir realmente à vontade e seguros de que nada vai faltar pra aproveitar a temporada ou mesmo o final de semana de folga.

Arambaré é uma destas cidade da Costa Doce que oferece uma excelente estrutura comercial para receber seus visitantes. Além das pousadas, hotéis, campings e das imobiliárias que garantem o conforto das acomodações, o centro comercial é rico em todos os segmentos, com restaurantes, lancherias, padarias, mercearias, sorveterias, farmácias, vestuário, bazares, materiais de construção, produtos agropecuários, postos de combustíveis e supermercados, entre outros.

Sabe aquela lojinha que você não pode passar em frente sem chegar? Aquela que chama a atenção pelo colorido das mercadorias. Essa então é a mais popular da praia, onde se encontra de tudo, desde o carregador de celular que ficou em casa esquecido, ou a lembrancinha da cidade, a prancha de bodyboarding ou ainda o biquíni da nova coleção.

Uma destas, bastante popular em Arambaré, é a Sonia Variedades, da proprietária Sonia Kruger, que pelo terceiro ano consecutivo recebe com muito bom humor os milhares de clientes que passam pela cidade no verão.

Ao lado das colaboradoras Rejane Silveira e Eliane Fischer, as quais considera como sendo da “família”, a comerciante afirma que além do retorno financeiro a loja proporciona momentos incríveis de interação com pessoas dos mais diferentes lugares que chegam pra “dar uma olhadinha” e na maioria das vezes acabam adquirindo algum produto.

“Vem gente de toda parte do estado, também de Santa Catarina e da Argentina. A gente sempre pergunta de onde são, se estão gostando da cidade e da praia, e muitas vezes a conversa se estende com histórias bem legais”, conta Sonia.

 

De origem alemã, a comerciante lembra de visitantes que vieram da Alemanha para passear na cidade e estiveram em sua loja pra conhecer.

“Não sei falar em alemão. Apenas pronuncio algumas palavras, mas entendo muitas coisas que da língua alemã, então deu pra entender alguma coisa do que disseram e foi muito legal”, revelou a comerciante.

Embora residindo e trabalhando há poucos metros da lagoa Sônia revela que neste ano só conseguiu aproveitar a orla por duas vezes e em curtos espaços de tempo, já que o trabalho vem em primeiro lugar no verão, pois é neste período que os negócios fluem. Ela diz ainda que aproveita todo o tempo possível para vender e que só fecha o estabelecimento ao longo da noite, quando acaba o movimento na rua.

“Fico assistindo a novela e cuidando da loja. Às vezes chego a fechar às 23 horas. Já quanto a aproveitar a praia fica complicado, pois é nesse período que o serviço aperta. Vamos fazer um pé de meia primeiro. Depois tiramos um tempo pra aproveitar e passear. Também podemos curtir o inverno passeando e tomando um chimarrão com a família”, conclui Sônia.

 

Já na orla da praia o que chama a atenção são os quiosques onde é possível matar a fome com um crepe delicioso, comer aquele tradicional milho verde com sal e manteiga ou comprar uma caipirinha preparada no capricho pelos comerciantes, além de uma variedade de lanches e bebidas.

Mas se o turista não quiser sair da cadeira pra comprar nada de comer ou beber também pode esperar os ambulantes que passam oferecendo uma gama de petiscos, bebidas e picolés. Quer tirar uma soneca e não tem onde? É só esperar que um vendedor de redes já vai passar onde você está. E o que não faltam são árvores para instalar sua nova aquisição.

Em Arambaré os visitantes não deixarão de curtir a praia por falta de onde comprar o que precisam para se sentir confortáveis.