A 43ª rodada do Distanciamento Controlado confirmou o que o governador Eduardo Leite havia antecipado: todo o Rio Grande do Sul está em bandeira preta.

Excepcionalmente nesta rodada, o governo do Estado não aceitará recursos enviados por municípios ou associações regionais. Sendo assim, tampouco haverá divulgação de mapa definitivo na segunda-feira (1°/3), na medida em que os protocolos de bandeira preta já estarão vigentes a partir deste sábado (27/2) em todas as regiões.

Além disso, na 43ª rodada, os municípios que não registraram óbitos nem internações nos últimos 14 dias também não poderão se beneficiar da Regra 0-0.

Em resumo, não há exceções para nenhum município ou região neste momento, o mais crítico da pandemia no Rio Grande do Sul até agora. Todas as 21 regiões com os seus 497 municípios devem seguir protocolos de bandeira preta.

Há, ainda, a suspensão geral de atividades em todas as regiões das 20h às 5h. O decreto que estabelece essa restrição vigora pelo menos até as 5h do dia 2 de março. O governo ainda estuda a prorrogação da medida.

DESTAQUES DA 43ª RODADA

▪ número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) aumentou expressivamente em 30% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.171 para 1.527);

▪ número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou expressivamente em 30% entre as duas últimas quintas-feiras (de1.627 para 2.667);

▪ número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou expressivamente em 36% entre as duas últimas quintas-feiras (de 985 para 1.343);

▪ número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu

expressivamente em 52% entre as duas últimas quintas-feiras (de 476 para 229);

▪ número de casos ativos aumentou 32% entre as últimas semanas consideradas (de 18.381 para 24.297);

▪ número de registros de óbito por Covid-19 aumentou expressivamente entre as duas últimas quintas-feiras (de 365 para 541).

Comparativo: situação entre 28/1/2021 e 25/2/2021

▪ número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) aumentou 64% no Estado no período (de 931 para 1.527);

▪ número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 174% no período (de 973 para 2.667);

▪ número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 69% no período (de 793 para 1.343);

▪ número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 67% no período (de 687 para 229);

▪ número de casos ativos está estável no período (de 23.533 para 24.297);

▪ número de óbitos por Covid-19 acumulados em sete dias aumentou 46% no período (de 371 para 541).

Fonte: Ascom Gov. RS