O deputado estadual Marcus Vinícius de Almeida (Progressistas) protocolou na Assembleia Legislativa, um projeto de lei que dispõe sobre o Ensino Híbrido na Educação Básica da Rede Estadual do Estado do Rio Grande do Sul. O objetivo da proposição é autorizar e orientar a implantação das atividades à distância na grade curricular dos cursos presenciais da Educação Básica.

O ensino híbrido permite que as disciplinas mesclem procedimentos pedagógicos típicos do ensino presencial com atividades desenvolvidas em um ambiente virtual de aprendizagem. De acordo com o deputado, o “blended learning” cresce intensamente em todo o mundo, sendo aplicado em países como Austrália, Canadá, França, Hungria, Japão, Coréia do Sul e Reino Unido.

Na justificativa do projeto, Marcus Vinícius explica que a Lei de Diretrizes de Bases em seus 24 anos de vigência já trata a aplicação da “Educação à Distância” como item integrador e complementar da aprendizagem ou em situações emergenciais, mas que somente com a pandemia da Covid-19, o tema se mostrou amplamente compreendido e difundido: “São incontáveis e inquestionáveis os prejuízos que este período pandêmico trouxe. Contudo, os esforços empregados no sentido de conciliar a educação com o distanciamento social, geraram na sociedade uma nova visão sobre a educação”, explica o parlamentar.

Marcus Vinícius enxerga o ensino híbrido como uma forma inovadora de aprendizagem experiencial: “A modalidade de ensino híbrido integra atividades da sala de aula com atividades digitais, proporcionando possibilidades inovadoras de interação entre alunos e seus professores, tornando-os mais ativos no processo de aprendizagem”, argumentou. O deputado declarou que o intuito do presente projeto é o de estabelecer um marco legal no Rio Grande do Sul, autorizando a Secretaria Estadual de Educação, para que a retomada gradual das atividades de ensino seja acompanhada do ensino híbrido como uma ferramenta de apoio.

Ensino Híbrido

O ensino híbrido é uma abordagem didático-pedagógica que combina e articula no processo de ensino e aprendizagem, espaços, tempos, metodologias e atividades presenciais e à distância por meio de um ambiente virtual de ensino e aprendizagem, respeitando as especificidades das áreas de conhecimento e das disciplinas curriculares.

Os objetivos pedagógicos do ensino híbrido são os seguintes: Qualificar o ensino, integrando métodos presenciais de aprendizagem com recursos tecnológicos através da educação à distância; Oportunizar experiências de aprendizagem que favoreçam a autonomia, independência, organização e autodeterminação dos estudantes; Estimular o crescimento e desenvolvimento pessoal e profissional; Proporcionar elementos que agreguem linguagens distintas de aprendizagem através da combinação de processos educativos; Promover uma educação mais interativa, eficiente e atrativa; e possibilitar a ampliação da oferta de elementos e conteúdos educativos.

Fonte: Ascom Dep. Marcus Vinicius