A Secretaria de Cidadania, Ação e Desenvolvimento Social promoveu três encontros, através de oficinas de culinária, com beneficiários (as) do programa social Bolsa Família para orientações e esclarecimentos.  Conforme dados da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, no Município, há 855 famílias beneficiárias que equivalem, aproximadamente, a 15,15% da população total do Município.  “A Secretaria Municipal faz agora busca ativa de cerca de 67 famílias que, sem o programa, estariam em condição de extrema pobreza”, diz a Secretária de Cidadania, Adriana Souza, baseada em análise do Governo Federal. “Desenvolvemos também uma agenda de cursos profissionalizantes, visando a geração de trabalho e renda, e atualizações cadastrais para evitar que as famílias que ainda precisam do benefício tenham o pagamento interrompido.”

No mês de abril de 2019, foram transferidos R$ 129.116,00 às famílias do Programa, e o benefício médio repassado foi de R$ 151,01 por família. Conforme estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública federal vinculada ao Ministério do Planejamento, a cada R$ 1,00 transferido às famílias do programa, o Produto Interno Bruto (PIB) municipal tem um acréscimo de R$ 1,78.

A cobertura do programa é de 54,46% em relação à estimativa de famílias pobres no Município. Essa estimativa é calculada com base nos dados mais atuais do Censo Demográfico, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Programa Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda que atende famílias em situação de extrema pobreza, identificadas no Cadastro Único para Programas Sociais – 1512 famílias inseridas em Dom Feliciano. Atualmente, são elegíveis ao Programa, as que tenham cadastros atualizados nos últimos 24 meses, renda mensal por pessoa de até R$ 89,00 ou renda mensal por pessoa de R$ 89,01 a R$178,00, desde que possuam crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos em sua composição.

Fonte: Ascom Pref. Mun. Dom Feliciano