Parceria viabiliza economia da ordem de R$ 17 mil reais em um ano, valor que pode ser investido na continuidade e expansão de ações socioculturais.

A preocupação com o futuro uniu a Ecosul Energias e a Fábrica de Gaiteiros, do Instituto Renato Borghetti de Cultura e Música, em uma parceria inédita. A partir de um sistema de energia solar fotovoltaico doado pela Ecosul, a sede do projeto, localizada em Barra do Ribeiro (RS), será capaz de gerar sua própria energia de maneira limpa e renovável.

A união nasce apoiada nos valores partilhados pelas duas organizações, que têm a responsabilidade socioambiental entre seus pilares de atuação. Enquanto a Ecosul Energias busca conscientizar sobre os benefícios dessa fonte de energia sustentável, a Fábrica de Gaiteiros dedica-se à inclusão social de crianças e adolescentes por meio da música e da cultura gaúcha. Além disso, busca a preservação do meio ambiente com o uso de madeira proveniente de plantios renováveis na confecção das gaitas de oito baixos, cujos botões são feitos a partir do resíduo da casca do arroz e plástico reciclado.

A parceria viabiliza a redução de gastos da Fábrica de Gaiteiros, com valores que podem ser investidos na continuidade e expansão de suas ações socioculturais. No dia 06 de agosto próximo passado, foi instalado um sistema com 35 módulos, capaz de gerar uma média mensal de 1.676 kWh e atender toda demanda de energia consumida atualmente na sede do projeto. A expectativa é promover uma economia de R$ 17 mil em um ano e de até R$ 1.075 milhão após 25 anos de geração.

“Apoiar projetos como a Fábrica de Gaiteiros é uma forma de contribuir para mudar o cenário de desigualdade e falta de investimento em cultura. Essa parceria também é um investimento nas crianças e jovens que são abraçados pelo projeto, que promove o respeito à música e a preservação da arte de tocar a gaita de oito baixos”, destaca o diretor-geral da Ecosul Energias, Alan Eduardo Spier.

Foto: Carlos Macedo/ Ecosul/ Divulgação

Para o músico Renato Borghetti, fundador da Fábrica de Gaiteiros, essa parceria converge com os objetivos do projeto.

“Temos muito forte no nosso trabalho, a importância da preservação da natureza e da sustentabilidade. A instalação do sistema fotovoltaico é mais do que a economia financeira, ela vem agregar na nossa filosofia, e mostra para essa meninada que os recursos são finitos e que precisamos cuidar do futuro hoje”.

Sobre a Fábrica de Gaiteiros

A Fábrica de Gaiteiros é um projeto sociocultural que forma alunos de acordeão diatônico, instrumento conhecido popularmente como gaita de oito baixos. Fundada em 2011, pelo Instituto Renato Borghetti de Cultura e Música, a Fábrica promove as aulas de gaita e também a fabricação do instrumento. Suas atividades são voltadas a crianças e adolescentes entre 7 e 15 anos e acontecem nos municípios gaúchos de Guaíba, Barra do Ribeiro, Porto Alegre, Tapes, Butiá, São Gabriel, Bagé e Lagoa Vermelha, e em Lages e Blumenau, em Santa Catarina. Até 2021, mais de 1000 alunos já passaram pelo projeto.

Sobre a Ecosul Energias

Fundada em 2016 em Nova Petrópolis, a Ecosul é pioneira na região no planejamento, comercialização e instalação de sistemas de energia solar fotovoltaica. A empresa atende a Serra Gaúcha, Vale dos Sinos, Vale do Caí, Vale do Paranhana, Porto Alegre e Litoral Norte e realiza todas as etapas do processo, desde o projeto até a execução completa da obra e homologação dos sistemas junto às distribuidoras de energia. Ao longo de seus cinco anos, a Ecosul já elaborou e implementou mais de 800 sistemas fotovoltaicos para empresas, agronegócios e residências.

Fonte: Ascom Ecosul Energias