Cerro Grande do Sul – Diferente do que vinha sendo anunciado nas redes sociais desde a noite deste domingo (13) e publicado pelo Portal ClicR hoje, de que o ex-prefeito Elton Schwalm (Progressistas) concorreria a prefeito tendo o empresário Gringo (PSL) como vice na chapa, as decisões políticas tomaram um novo rumo e a dupla não deverá mais seguir alinhada numa majoritária para a disputa.

Ainda nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira (14) a presidência municipal do Progressistas confirmou a formação da coligação, uma vez que o nome de Elton havia sido aprovado em convenção na quinta-feira (11) e na tarde do domingo (13) a aliança teria sido firmada com Gringo, que aceitou a ser o vice na chapa, fato que foi confirmado por ele em grupos de WhatsApp.

Todavia durante a convenção do PSL, que ocorreu durante esta manhã (14), na Câmara de Vereadores, a direção do Progressistas esteve na reunião passando a informação de que Elton teria desistido de concorrer. A notícia surpreendeu e causou espanto e reboliço entre os convencionais que precisaram tomar uma nova decisão, mas não sem antes buscar uma explicação com o ex-prefeito progressista, a qual não foi revelada publicamente.

Após uma rediscussão dos novos fatos que, de acordo com informações preliminares, incluiu debates acalorados entre Gringo e Elton, o PSL anunciou uma nova chapa majoritária unipartidária com a volta de Gringo ao topo da formação e de Delmar Liska na vaga de vice, conforme haviam ensaiado antes das negociações com o Progressista.

O anúncio foi feito em carreata pelas ruas da cidade, com direito a buzinaço e a participação do deputado federal Bibo Nunes (PSL) que seguiu com Gringo acenando ao público embarcados em uma carroça à frente da fila de automóveis.

Delmar Liska seguiu de carro

Já o Progressistas, segundo os dirigentes, terá uma nova reunião entre hoje e amanhã para quem sabe definir uma nova candidatura e/ou possíveis novos alinhamentos políticos para o pleito.