Foi realizada na tarde desta segunda-feira, dia 30 de novembro, uma reunião virtual entre o governador do RS, Eduardo Leite, com os presidentes das 27 Associações Regionais e a diretoria Famurs. A reunião serviu para dialogar e debater sobre a atual fase da pandemia de coronavírus no Estado. Na reunião também foram tratadas eventuais alterações nos protocolos já adotados, diante do agravamento da situação da pandemia no RS.

Presente na reunião virtual, Silvio Rafaeli, prefeito de Tapes e presidente do Consórcio Centro Sul, confirmou que serão anunciadas alterações nos protocolos de distanciamento social em virtude do agravamento de internações nos hospitais causadas pela Covid-19.

“O Governador reviu os protocolos de distanciamento e serão anunciadas algumas alterações, entre elas está a não flexibilização da bandeira vermelha, ou seja, o município que estiver em vermelho ficará nesta bandeira (…)”, salientou Rafaeli.

Uma das grandes preocupações dos lojistas em geral seria um possível fechamento do comércio em função do agravamento da pandemia. Contudo, Silvio Rafaeli informou em entrevista ao Portal ClicR que o comércio não será afetado neste primeiro momento.

“A bandeira vermelha não será mais flexibilizada, mas em compensação não será preciso fechar o comércio, que ficará aberto, é claro seguindo todos os cuidados necessários e mantendo os protocolos”, pontuou Rafaeli.

De acordo com Rafaeli, o governador Eduardo Leite pediu que seja feita uma aplicação e fiscalização mais rigorosas por parte dos municípios para manter os protocolos sanitários e evitar uma piora nos indicadores da pandemia no Estado.

Entre as alterações nos protocolos discutidas na reunião está a que regulamenta o funcionamento de restaurantes, que poderão funcionar até as 22hs, sem música ao vivo.

Outra alteração se refere a prática de esportes coletivos, que a partir de um novo decreto ficarão proibidos.

As alterações nos protocolos de distanciamento social também deverão afetar a circulação de pessoas em espaços públicos, segundo o prefeito Silvio.

“O governo irá pedir a restrição de lugares comuns, como praças, beiras de rios e lagoas, enfim também será intensificada a fiscalização em eventuais festas familiares com mais de dez pessoas, ou seja, se forem denunciadas e flagradas a Brigada Militar irá agir”, comentou o prefeito sobre a série de mudanças que serão anunciadas pelo Governo Gaúcho.

Por fim, o prefeito ressaltou que a população terá que ter consciência e seguir respeitando os protocolos de segurança. “Usar máscara e cuidar um dos outros. Só através disso garantiremos que nosso comércio continue aberto e que isso não afete nossa economia”, concluiu Rafaeli.