Em reunião ocorrida nesta quarta-feira (07), Executivo apresentou protocolos para o setor de eventos

Após as mudanças realizadas pelo Estado nos protocolos de distanciamento social com a aplicação do sistema 3As, dando autonomia para as regiões em relação às ações de combate a Covid-19, conciliando com o aumento do percentual de vacinação e redução do contágio nos municípios integrantes ao Consórcio Intermunicipal Centro-Sul e Associação da Costa Doce (Acostadoce), iniciou diversas reuniões buscando a flexibilização em alguns setores.
Com esta finalidade o prefeito e atual presidente do Consórcio Ivo de Lima Ferreira, analisando o anseio dos empresários do setor, solicitou a liberação dos eventos, dentro de regramentos para evitar o contágio, o qual foi aprovado em reunião na semana passada pelos prefeitos que estavam presentes. Sendo assim, começou a elaboração das regras que seriam seguidas, unificadas com os protocolos do Estado.
Assim que foram elaboradas as regras de distanciamento, o Procurador Chefe do Município Fabiano Ribeiro, Secretário do Desenvolvimento, Inovação, Cultura e Turismo Clayton Dworzecki e integrantes da Vigilância em Saúde, se reuniram no salão nobre da prefeitura na tarde desta quarta-feira (07), tratando sobre o assunto.

Como funcionará eventos infantis, sociais e de entretenimento?
Os protocolos para a região será de no máximo 70 pessoas por evento, tendo duração (para o público) de no máximo 4 horas.
A alimentação (buffet) terá que seguir exclusivamente os protocolos de restaurantes, sendo vedado alimentos e bebidas expostas (mesa de doces, salgados e bebidas), terão que ser servidas nas mesas.
Fica vedado o compartilhamento de microfones sem prévia higienização com álcool 70% ou solução similar.
O Empreendedor deverá informar previamente à Vigilância Sanitária a data do evento e números de pessoas e o protocolos que adotarão, sendo que após o evento terá que ser enviado para a Vigilância  a lista com a identificação das pessoas que compareceram ao evento e o número de telefone, isto para monitoramento em caso de contágio de algum frequentador do evento.

Distanciamento físico
É recomendado o distanciamento físico de no mínimo 1 (um) metro entre as pessoas e 2 (dois) metros de distância entre as pessoas de uma mesa à outra, devendo o organizador dar preferência que as mesas contenham pessoas da mesma família. Os ambientes deverão ser planejados e organizados de forma que estejam adequados à atividade a ser executada e com objetivo de preservar o maior distanciamento físico possível entre as pessoas, observando que a capacidade máxima permitida deve ser calculada considerando a área de circulação ou a área de permanência, conforme a ocupação do espaço.
O uso de máscara é obrigatório para a circulação dentro do ambiente.
Para contato com o setor da Vigilância em Saúde, pelo fone 3671.8665 ou pelo email: visacamaqua@gmail.com

Fonte: Assessoria de Imprensa de Camaquã