O cultivo de videiras é uma das mais antigas culturas implementadas no município de Barão do Triunfo, este cultivo veio trazido por imigrantes italianos por volta do século XIX e se mantém até hoje em mais de uma dezena de propriedades familiares espalhadas pelo interior da cidade.

Na família de Tadeu Lanzarini a tradição de cultivar videiras e fazer da sua produção vários tipos de vinhos vem a mais de 150 anos atrás, de acordo com Marilis Lanzarini o avô de seu pai Tadeu Lanzarini foi quem implantou esta atividade na família e desde então foi sendo passado de geração em geração.

João Lanzarini (in memorian), passou seus conhecimentos da viticultura para seu filho Pedro Lanzarini (in memorian) que da mesma forma incentivou seu filho Tadeu Lanzarini a continuar neste ramo de atividade que além do consumo in natura parte da produção também era utilizada para confecção de vinhos.

O vinho da Cantina Lanzarini é muito apreciado pela comunidade local e também por turistas de municípios vizinhos que procuram a iguaria. Tadeu Lanzarini também é conhecido como “Tadeu do vinho”, devido ao seu famoso trabalho na fabricação dos vinhos.

Hoje com 69 anos, impossibilitado por questão de saúde Tadeu não está mais trabalhando na vitivinicultura e há algum tempo já passou seus ensinamentos para seu genro Milton Budelon.

Na propriedade da família, são cultivadas as variedades Concord (francesa), bordo, Niágara branca e rosê, destas variedades são produzidos os vinhos tinto e rosê.

Devido à grande procura pelo vinho rosê, Milton juntamente com sua esposa Marilis Lanzarini decidiram neste ano implantar mais 350 pés da uva rosê, que possibilitará daqui alguns anos a confeccionar uma maior quantidade de vinho rosê.