Evento acontece no dia 13 de janeiro, no Salão Paroquial

A produção de uvas em Dom Feliciano tem papel importante na economia dos agricultores familiares do município, que produzem a fruta para fins comerciais incluindo a venda para indústrias e para o comércio local, seja in natura ou a partir do seu beneficiamento artesanal. Uma boa parte da produção também é comercializada diretamente nas propriedades.

São cerca de 22 produtores que juntos somam entorno de 20 hectares de parreirais e que neste ano estão confiantes numa boa colheita, já que o clima contribuiu para o bom desenvolvimento das plantas e o resultado são cachos bem cheios e robustos. A estimativa é que sejam colhidos entorno de 100 toneladas nesta safra. As principais variedades produzidas são Concord Clone 30, Bordô e Isabel.

Para celebrar essa produção é promovida no município a Festa da Uva, que em 2019 chegará a sua 5ª edição e já está com sua programação completa para ocorrer no dia 13 de janeiro, no Salão Paroquial, no centro da cidade, onde são esperadas cerca de 4 mil pessoas, segundo os organizadores.

Neste ano a festa tem a coordenação da Rádio Integração FM e da COOPACS – Cooperativa Agropecuária Centro-Sul, que tem um papel importante na organização dos produtores e principalmente nas transações de mercado com o intermédio das negociações das uvas dos associados junto as indústrias. A cooperativa desenvolve ainda ações de incentivo a diversificação de cultura nas propriedades rurais de modo a garantir a sustentabilidade das mesmas.

“Além de ser uma comemoração a festa também ajuda a promover a cultura da uva ajudando assim a diversificação de culturas nas propriedades dos produtores, além de ser um incentivo, pois se transforma numa grande vitrine comercial onde são oferecidos produtos coloniais derivados da uva como suco integral, vinhos, licores, cucas e outros, além da fruta in natura”, afirma o secretário da COOPACS, Renato Oliveira Stasinski.

A abertura da festa está prevista para às 09h30min e além da exposição de produtos coloniais terá ainda mostra artesanal e comercial, shows musicais, exposição de carros antigos e espaço de brinquedos para as crianças.

A gastronomia típica local também estará garantida no galeto com saladas oferecido no almoço ao meio dia. A sobremesa será uvas.

A festa também cumprirá um papel social importante com a promoção da domingueira beneficente, em prol do Hospital São José, que deve iniciar às 16 horas, e o ingresso será 01 kg de alimento não perecível.

Armazém da COOPACS

A Cooperativa tem no endereço em que funciona uma Feira Permanente para venda dos produtos, produzidos no Município, na General Osório, 754, telefone 51 3677-1593. Normalmente, terças e quintas, chegam ao armazém produtos fresquinhos, que são comercializados com bons preços, já que são de venda direta ao consumidor.

Os associados põem ali para venda hortifrutigranjeiros, produtos que também fornecem para os programas federais PAA – Programa de Aquisição de Alimentos, e PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar. Cerca de 200 famílias em situação de vulnerabilidade recebem produtos da agricultura familiar, produzidos em 18 propriedades do Município. “Já para o PNAE, todos associados estão aptos para fornecer, demanda que depende da sazonalidade do que produzem, gerando rodízio de fornecedores, já que variação de produção entre eles”, explica o Conselheiro Fiscal da Cooperativa, Cléo Silva.

Daqui 17 dias, terão à venda diretamente ao consumidor: caixa de uvas, e, hoje, já se encontra, laranja orgânica, além de muitos outros produtos.

Colaboração: Luciane Godinho