A FETAG-RS, através dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, por solicitação dos produtores rurais, tem acompanhado com atenção o desenvolvimento das lavouras de tabaco no Estado, o que tornou possível diagnosticar que algumas regiões já iniciaram a colheita. Assim, a federação encaminhou ofício solicitando que as empresas iniciem as compras ainda em 2020.

O pedido leva em consideração as dificuldades que os produtores ainda estão enfrentando devido aos problemas da última safra, sendo que parte deles estão descapitalizados e sentindo os efeitos da severa estiagem que assolou o Estado no início do ano, afetando a quantidade de produção e diminuindo a rentabilidade dos produtores.

Desta forma agricultores necessitam de capital de giro para poderem se manter na atividade, realizar a manutenção da propriedade e preparar um novo plantio.

Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva, “o início das compras em 2020 é muito importante, pois daria fôlego aos produtores, evitando que alguns deixem a atividade. Necessitamos do olhar atento das empresas fumageiras, para que vejam o produtor como verdadeiro parceiro”, argumentou Joel.

Joel também alerta para movimentação de atravessadores, identificada pela FETAG-RS, que já estão visitando as propriedades para comprar matéria prima dos produtores pagando valores inferiores aos praticados.

Fonte: Fetag/RS