Passado o temporal de granizo da tarde desta terça-feira (09) na região, os moradores da região seguem enviando registros ao Portal ClicR do rastro de destruição deixado pelas pedras.

Em Pessegueiros, interior de Cerro Grande do Sul, a propriedade do produtor de fumo Elias Azambuja Moraes foi uma das mais atingidas e o que restava na lavoura, em cerca de 30 mil pés de planta, ficou muito danificado.

A parte da safra que está colhida e armazenada no galpão também sofreu os efeitos da chuva de pedras, pois o telhado ficou destruído e o fumo das pilhas molhou com a chuva que seguiu à tarde.

Em propriedades vizinhas tiveram ocorrências semelhantes, inclusive na do pai de Elias. Já na localidade vizinha de Formoso, divisa de Cerro Grande do Sul com Camaquã, outro morador registrou o acumulado de pedras de gelo que cobriu toda a superfície da estrada ou ainda contra uma cerca de madeira onde dava para juntar aos punhados com as mãos.