Na manhã desta terça-feira, 22 de setembro, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, solicitou a retirada da Assembleia Legislativa dos três projetos que integram a lei da Reforma Tributária. A proposta havia entrado na Casa de Leis gaúcha em agosto deste ano e deveriam ser votadas nesta quarta-feira (23).

De acordo com o governo a decisão se baseia na necessidade de ampliar o debate entorno das propostas, uma vez que a aprovação das matérias não está garantida no momento na forma em que se apresentam.

“Esse pedido acontece porque entendemos que o tema é complexo e que precisa de mais discussões para evitar que se tome uma decisão errada de, ao não aprovar nem a reforma ou outra forma de manter a arrecadação do Estado, o povo gaúcho acabar pagando o preço da falta de condições do governo em prover serviços básicos essenciais”, afirmou o governador.