Após desistir da intenção de retornar as aulas presenciais que havia sido proposta para 31 de agosto, quando  defendia que as atividades voltassem pela Educação Infantil, o Governador Eduardo Leite apresentou na manhã desta terça-feira (1),  durante videoconferência com prefeitos,  uma nova proposta para retorno das atividades presenciais nas escolas.
A nova data de retorno ficou definida para a partir do dia 08 de setembro. O governo manteve o planejamento de que a Educação Infantil seja a primeira a retornar. Ainda segundo o Governo do RS, caberá às prefeituras definirem como será o retorno e regular em suas localidades.
O governo destaca ainda que o retorno as aulas não será obrigatório e que a volta às aulas só será permitida para regiões com bandeira amarela ou laranja no modelo de distanciamento controlado.
As aulas presenciais já estão suspensas há mais de cinco meses no Estado em função da pandemia do novo Coronavírus.
Os ajustes do plano de retomada das aulas está sendo elaborado pelo comitê de científico do governo, Secretarias, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado, Procuradoria-Geral do Estado e Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).
*Com informações Zero Hora e Jornal do Comércio