Antes de iniciar o Brasileirão 2021, Grêmio e Internacional eram apontados em programas esportivos como postulantes ao título do certame nacional, em uma segunda linha é claro, abaixo de Flamengo e Palmeiras.

Já se passaram 10 rodadas da competição e as equipes gaúchas ocupam o 14º lugar com o Inter e na lanterna vem o tricolor, é verdade que o Grêmio tem 2 jogos a menos, mas mesmo assim não justifica uma campanha tão pobre.

Como chega o Grêmio

Para o Gre-Nal de hoje pela primeira vez nos últimos anos o Grêmio chega pressionado para vencer, nos anos anteriores desde 2016 após a conquista da Copa do Brasil e em 2017 pelo título da Libertadores, devido a estas conquistas o Internacional era quem vinha chegando mais pressionado para vencer o seu maior rival.

No duelo desta tarde na Arena, o time de Felipão chega pressionado e precisando vencer, são 8 jogos com 6 derrotas e 2 empates e apenas 4 gols marcados estando entre os piores ataques do torneio.

Felipão vai fazer a sua estreia em sua quarta passagem pelo tricolor e de cara tem que mobilizar o grupo gremista, ao que tudo indica algumas mudanças devem acontecer na equipe inclusive está cotada a mudança de esquema para o 3-5-2. Desta forma o provável Grêmio terá:

Chapecó; Rafinha, Geromel, Kannemann e Guilherme Guedes; Lucas Silva e Victor Bobsin; Douglas Costa, Jean Pyerre (Ruan) e Ferreira; Diego Souza.

Retrospecto favorável

Por jogar em seus domínios o tricolor tem uma vantagem de conhecer melhor o gramado da Arena, mas outro fato positivo é de que já se passaram 7 anos desde a última e única vitória dos colorados na Arena. O retrospecto é muito favorável ao Grêmio e também nele grande parte da torcida se agarra para pensar em uma vitória hoje.

Como chega o Inter

Lele Bortolassi comunicador da Rádio Gaúcha no último jogo do Inter diante do São Paulo soltou a seguinte frase durante o jogo “é um aborto da natureza o Internacional não estar na zona de rebaixamento”. A frase foi devido a uma atuação pavorosa na derrota contra o São Paulo por 2 x 0 no Beira-Rio. Já são 8 jogos sem vencer em casa, a última vitória foi diante do Juventude pela semifinal do gaúchão.

Na 14ª colocação o colorado soma 2 vitórias, 4 empates e 4 derrotas. Uma campanha também muito pobre afinal já se passou ¼ da competição.

Para o jogo de hoje Aguirre não deve fazer “invenções”, deverá usar os atletas em suas posições de origem, ao contrário do que tem feito desde que chegou ao Inter.

O grande problema da equipe tem sido a defesa, das 10 partidas disputadas a equipe sofreu gols em 9 delas e alguns gols foram de bola aérea que tem sido uma grande dor de cabeça do técnico.

O ataque também não vive um grande momento, Yuri Alberto tem feito poucos gols, Galhardo da mesma forma e o jovem Caio Vidal tem falhado nas finalizações a exemplo do jogo diante do São Paulo.

Provável Inter: Daniel, Saravia, Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Paulo Victor; Rodrigo Dourado, Caio Vidal, Edenílson, Taison e Patrick; Yuri Alberto.

Grenal dos desesperados, ambas equipes precisam urgentemente vencer para prosperar novamente na competição.