O Grêmio empatou com o Inter neste domingo (23) por 1 a 1, na Arena, e venceu o Gauchão pelo quarto ano consecutivo, feito visto há mais de três década

Como o tricolor ganhou o jogo de ida, no Beira Rio, por 2 a 1, só precisava de um empate para levar o 40º título no estadual. A equipe chegou à final invicta, com 100% de aproveitamento.
O gols da partida foram do gremista Ferreira, que balançou a rede nos acréscimos do primeiro tempo, e do colorado Rodrigo Dourado, de cabeça, aos 21 minutos da segunda etapa.
O Gre-Nal 432 foi marcado pela tensão, seja pelo bate-boca e expulsão de Rafinha e Yuri Alberto ou postura dos times ao longo do confronto. Nos minutos finais, houve confusão e Paolo Guerrero foi expulso depois do encerramento da partida.
Ferreira fez o gol do Grêmio, enquanto Rodrigo Dourado empatou para o Inter. Ao longo do clássico, o domínio trocou de mãos várias vezes. E os gols saíram justamente quando o outro lado se apresentava melhor.
O título estadual mantém hegemonia local do Grêmio, mesmo após a saída de Renato Portaluppi. O clube venceu o Gauchão em 2018, 2019 e 2020 com o ídolo. Para o Internacional, segue o jejum. O título mais recente do Estadual no Beira-Rio foi obtido em 2016. Foi a segunda derrota para o Grêmio na final do torneio, desde então.

Quem decidiu: Ferreira
Camisa 11 anotou o sétimo gol na temporada e garantiu a vitória. No lance, esbanjou fôlego e técnica para o drible curto em Rodinei. A finalização contou com ajuda de Marcelo Lomba. No decorrer do jogo, Ferreira agregou velocidade sempre.

Rafinha e Yuri Alberto expulsos
Impossível falar do Gre-Nal 432 sem abrir espaço para a confusão entre Rafinha e Yuri Alberto. A dupla protagonizou duas disputas no primeiro tempo e a segunda, rendeu vermelho. O atacante do Inter reclamou de agressão e o lateral do Grêmio rebateu. Foram seis minutos de confusão, que começou no campo e só não avançou para o vestiário graças à intervenção dos seguranças dos dois clubes.

Bola parada rescende o jogo
No segundo tempo, o Grêmio teve ainda mais espaços para atacar e viu o Inter se abalar. Mas em uma bola aérea, Rodrigo Dourado marcou o gol que esquentou o jogo. Miguel Ángel Ramírez jogou o time todo para frente e passou a pressionar bastante a defesa.

Grêmio desperdiça chances e sofre
A postura do Inter, de quem precisava de mais um gol, deixou o Grêmio mais livre na frente. Quando a bola chegou, o ataque gremista perdeu grandes oportunidades. Ferreira, duas vezes, e Ricardinho quase debaixo das traves. Ainda houve chute no travessão de Vanderson.
A última vez que o Grêmio perdeu para o maior rival em casa foi há sete anos, em 2014.

                        Equipe gremista comemora o Tetra                   Foto: Lucas UEBEL Grêmio FBPA

O ranking dos campeões gaúchos
Internacional – 45 títulos: 1927, 1934, 1940, 1941, 1942, 1943, 1944, 1945, 1947, 1948, 1950, 1951, 1952, 1953, 1955, 1961, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1978, 1981, 1982, 1983, 1984, 1991, 1992, 1994, 1997, 2002, 2003, 2004, 2005, 2008, 2009, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015 e 2016

Grêmio – 40 títulos: 1921, 1922, 1926, 1931, 1932, 1946, 1949, 1956, 1957, 1958, 1959, 1960, 1962, 1963, 1964, 1965, 1966, 1967, 1968, 1977, 1979, 1980, 1985, 1986, 1987, 1988, 1989, 1990, 1993, 1995, 1996, 1999, 2001, 2006, 2007, 2010, 2018, 2019, 2020 e 2021
Guarany (Bagé) – 2títulos : 1920 e 1938
Brasil-Pel – 1 título: 1919
Bagé – 1 título: 1925
Americano (Porto Alegre) – 1 título: 1928
Cruzeiro (Porto Alegre) – 1 título: 1929
Pelotas – 1 título: 1930
São Paulo (Rio Grande) – 1 título: 1933
Farroupilha (Pelotas) – 1 título: 1935
Rio Grande – 1 título: 1936
Grêmio Santanense – 1 título: 1937
Rio-Grandense – 1 título: 1939
Renner (Porto Alegre) – 1 título: 1954
Juventude – 1 título: 1998
Caxias – 1 título: 2000
Novo Hamburgo – 1 título: 2017