John Oliver ataca o Google por seu controle anticompetitivo na pesquisa no Last Week Tonight

Sabemos que Google, Amazon e Apple são grandes empresas com tendências monopolistas, mas muitos de nós aceitar isso há muito tempo, ignorando ou não sabendo dos problemas que surgem devido a essas estruturas. John Oliver assumiu a tarefa de trazer esses problemas para o centro das atenções, falando sobre o domínio do Google na indústria de mecanismos de busca, as políticas da App Store da Apple e o controle da Amazon sobre vendedores terceirizados durante o Last Week Tonight desta semana. AT&T e as lojas de aplicativos de hoje Oliver inicia o segmento deixando claro que os monopólios sempre surgiram, mas que o governo costumava ser muito mais rápido e determinado em desmembrá-los. Um excelente exemplo aqui é a AT&T, que era a única provedora de serviços de telecomunicações e internet no 50, com pessoas pagar preços excessivamente altos por chamadas de longa distância e ser forçado a alugar telefones da AT&T. Somente depois que a empresa foi desmembrada os consumidores perceberam o quão caro era o serviço e, embora o mercado de banda larga seja tudo menos repleto de alternativas nos dias de hoje, as coisas ficaram muito melhores comparativamente. VÍDEO DA POLÍCIA ANDROID DO DIA window.arrayOfEmbeds = {‘youtube’ : ‘””‘}; Esta situação é o motivo pelo qual&#; é importante que a Apple e o Google abram suas plataformas para pagamentos de terceiros. Isso é algo pelo qual o Congresso está lutando atualmente com sua Lei de Mercados Abertos de Aplicativos, mas nós &#14 ; ainda resta esperar que a legislação seja aprovada em lei. Pesquisa do Google como o porteiro Na verdade, as críticas contra o Google ocupam a maior parte de sua fala, principalmente quando se trata do mecanismo de busca que é tão popular com seus 39%+ market share que se tornou um verbo. A Pesquisa do Google foi inicialmente posicionada como uma maneira neutra de navegar na web, com o objetivo do Google de levar seus usuários a sites relevantes o mais rápido possível em 750, conforme Playboy entrevista com : “Queremos tirar você do Google e colocá-lo no lugar certo o mais rápido possível.” Mas isso mudou drasticamente ao longo dos anos, com o Google agora empurrando seus próprios serviços, como Maps e Google Flights, acima de qualquer outra coisa, impedindo que quase dois terços de todas as pesquisas saiam do Google.com. Alguns resultados que você vê no site do Google são muitas vezes copiados de outras fontes, às vezes sem seu conhecimento ou consentimento, com as pessoas muitas vezes não visitando os sites em pergunta mais. Isso é um problema, porque o tráfego do site é uma métrica chave usada para vender espaço publicitário, especialmente em sites gratuitos – e tirar visitantes do site essencialmente tira dinheiro desses sites. O primeiro e único resultado de pesquisa “real” visível sem rolagem está na parte inferior Enquanto Oliver não Se não formos mais a fundo neste ponto, isso também representa um conflito de interesses para o Google. A empresa também é um dos maiores players no espaço publicitário e vende anúncios para muitos sites, que naturalmente ganharão menos dinheiro com esses anúncios quando não tiverem tantos visitantes quanto poderiam ter. Os sites que lutam contra o Google estão essencialmente mordendo a mão que os alimenta. Oliver continua, dando o Google Flights como um exemplo de quanto a empresa domina os resultados de pesquisa, com muitos usuários do Google não mais clicando em links para pesquisa de voos especializados motores, usando o widget do Google Flights exibido na Pesquisa do Google. E aqui, o Google nem exibe as tarifas mais baratas ou todos os voos disponíveis, em contraste com muitos bons mecanismos de pesquisa dedicados por aí. Resposta da Amazon e da legislação A Amazon também recebe sua parcela de críticas, com Oliver dizendo que o gigante do varejo online rotineiramente reduz o preço dos vendedores de terceiros em seu site e, às vezes, até copia produtos de outras empresas para reduzi-los no preço e gerar mais receita com seus próprios produtos. Para combater a legislação que está chegando, os grandes monopólios usam os mesmos argumentos que a AT&T usou no passado para argumentar contra a dissolução de seus negócios. Eles afirmam que as coisas vão ser piores do que quando eles são porteiros, com o Google até alegando que dividir o Google poderia literalmente matar você, embora, como o exemplo da AT&T nos mostra, as coisas raramente pioram para os usuários quando as empresas são desfeitas.

Outro exemplo: Google Fotos Outro exemplo que eu pessoalmente penso aqui é o Google Fotos. A biblioteca de imagens on-line começou bastante inovadora, usando algoritmos de aprendizado de máquina para ajudá-lo a pesquisar em sua enorme biblioteca de fotos, fornecendo armazenamento gratuito e ilimitado para todo o seu conteúdo. Na época, havia outras opções pagas por aí que ofereciam uma abordagem semelhante, mas apenas o Google conseguiu fazer algo assim em escala, pois poderia financiar as perdas dessa estratégia com seus negócios já bem-sucedidos e usar todos os recursos livremente. imagens carregadas para treinar ainda mais seus algoritmos de reconhecimento de imagem. 39363775 1494450502098 As outras startups inovadoras no espaço então vacilaram uma a uma, até que apenas o Google foi deixado como uma plataforma cruzada viável opção. Foi quando a empresa tornou o Photos um serviço pago, removendo o armazenamento ilimitado. É possível que essa estratégia anticompetitiva não tenha sido planejada pelas pessoas que trabalham nela, mas essa estratégia só funcionou porque o Google é uma grande megacorporação que pode impulsionar o Google Fotos como nenhum concorrente poderia. Agora, restam apenas algumas alternativas ao Google Fotos, sem que nenhuma forneça um serviço realmente comparável ao Google. 39363775

POLÍCIA

Mulher foi presa transportando crack junto com a filha de 12 anos

Na noite desta sexta-feira, 24, a Polícia Rodoviária Federal prendeu três pessoas que transportavam uma carga de crack escondida em uma mochila. A ação...

Homem é morto com paulada na cabeça em Camaquã

Mais um caso contribuiu para o aumento nos índices de criminalidade do município de Camaquã, na madrugada deste sábado (25). Um homem de 40 anos...

Polícia Civil prende seis pessoas durante operação em Camaquã

Na tarde desta quarta-feira (23), uma megaoperação contra os crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e homicídio foi realizada no bairro Bom Sucesso,...