O que vem sendo cogitado nos bastidores de Brasília deve se confirmar até o fim da tarde desta segunda-feira, 06 de abril, de que e o presidente Bolsonaro decidiu pela demissão do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em plena crise de enfrentamento do coronavírus.

A decisão oficial ainda aguarda uma reunião de Bolsonaro com seus ministros no final da tarde, mas já é dada como certa pelos corredores por assessores ligados ao presidente e deve sair publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

O mais cotado pra assumir a pasta é o deputado federal gaúcho Osmar Terra (MDB) que tem alinhado seus discurso aos de Bolsonaro desde que a crise do coronavírus se instalou, sobretudo no que diz respeito ao isolamento social, o qual considera exagerado e prejudicial ao setor econômico do país.

Terra tem insistido em suas falas que tem experiência em lidar com epidemias por conta de ter enfrentado a H1N1, quando foi secretário da Saúde no Rio Grande do Sul.

Até fevereiro deste ano Terra foi ministro da Cidadania de Bolsonaro. Também foi ministro do Desenvolvimento Social e Agrário do governo Michel Temer (2016-2018).