O ex-prefeito de Sentinela do Sul, Marcus Vinícius Vieira de Almeida (PP) vai assumir cadeira na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, após sua posse oficial que está marcada para o início da tarde desta terça-feira, 06 de abril.

Marcus ocupará a vaga deixada pela companheira de partido, Silvana Covatti que recentemente foi convidada pelo governador Eduardo Leite para comandar a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr).

O progressista que somou 30.843 votos nas eleições de 2018 é o segundo suplente de uma coligação formada com o PTB nas eleições daquele ano. A primeira suplente é Regina Fortunati, do PTB, que conquistou 32.287 votos. Ela atualmente comanda a Secretaria Estadual do Trabalho e chegou a assumir a vaga de deputada estadual durante a última semana, contudo solicitou ao Governo do Estado seu retorno ao cargo de secretária estadual e foi atendida. Sendo assim a vaga na Assembleia Legislativa passa constitucionalmente ao segundo suplente.

“Um novo desafio que me enche de alegria, honra e, claro, novas responsabilidades”, comentou Marcus que deixa a presidência do IPE Saúde da qual esteve à frente durante 1 ano e 7 meses.

O progressista também agradeceu aos servidores e usuários do instituto pela parceria durante sua gestão e ao governador Eduardo Leite pela oportunidade que lhe foi concedida. Ele passa a ser o único deputado estadual da região Centro Sul do estado e afirma que este é um sonho realizado em sua trajetória política que iniciou em 2005, quando foi eleito vereador e presidente da Câmara, em Sentinela do Sul. No mesmo ano em eleições extraordinárias se tornou prefeito municipal.

Acordos políticos

Em 2019 a chegada de Marcus Vinicius na AL-RS chegou a ser encaminhada e comemorada pelos seus apoiadores, porém na ocasião a posse não chegou a se concretizar, num episódio que gerou desconforto com o deputado do PTB, Dirceu Franciscon (Dirceu do Busato), que abriu mão do convite do governador Eduardo Leite para ser o titular da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur). A decisão de Franciscon teria quebrado acordo político entre as legendas que possibilitou Ronaldo Santini assumir uma vaga na Câmara Federal, após o deputado Covati filho ter assumido a Seapdr.

Recentemente Santini tomou posse como novo secretário de Turismo do Rio Grande do Sul e Covatti Filho deixou a Seapdr para voltar à Câmara Federal.