Na manhã da segunda-feira, 31 de maio, foram promovidas algumas das homenagens que estavam programadas no calendário de festejos de aniversário do município, o qual sofreu algumas alterações por conta do agravamento da pandemia.

A primeira solenidade aconteceu no gabinete do prefeito Gringo, que esteve representado pelo seu chefe de gabinete, Leandro Guedes e pela secretária de Administração, Geci Nara Souza. Na ocasião a secretaria municipal de Educação e Cultura, nas pessoas do secretário Júlio César Doze, da secretária adjunta, Sonia Mara Silva e da coordenadora de Cultura, Maria do Carmo Trescastro, prestou homenagem a professora aposentada, Josina Spolavori Osielski, de 80 anos, pelos seus relevantes serviços prestados à educação do município.

Além das diversas manifestações de carinho e reconhecimento ao trabalho da professora, a equipe municipal agraciou a homenageada com uma cesta de café da manhã.

Por sua vez dona Josina declarou estar muito feliz com a homenagem. Questionada se sentiu saudades da época em que exercia a profissão afirmou instantaneamente que sim.

“Tenho muita saudade. Sonhei durante muito tempo que ainda estava em sala de aula e os alunos me chamando. Lembro que a diretora me pediu pra continuar lecionando, mas eu já estava cansada dos anos de trabalho e era longe da casa”, complementou.

A segunda solenidade do dia foi promovida pela secretaria municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social, quando a secretária Vera Sandra Ripinski e as assistentes sociais Cheila Raphaelli e Sandra Rambo, integraram a equipe municipal que se deslocou até a comunidade de Cerro dos Toledos, para prestar homenagem a moradora mais idosa do município, Diziria dos Passos Toledo, que está com 108 anos de idade.

Em um misto de lucidez e fantasia dona Diziria deixou evidente a felicidade em receber as visitas. Falante o tempo inteiro fez questão de destacar em seus relatos que dedicou sua vida inteira para cuidar dos filhos e da casa, atravessando épocas de recursos escassos e enfrentando muito trabalho duro.

“Tu sabe o que é trabalhar de ‘peoa’ na lavoura minha filha? Foi assim que criei meus cinco filhos e nunca deixei faltar nada pra eles”, declarou orgulhosa.

Sentada no sofá, de pernas cruzadas, ia contando seus “causos” enquanto comia uma batata doce assada e chegou marejar os olhos quando lembranças lhe vieram à mente. Ao final da visita fez questão de levantar-se ir até a porta de onde ficou mirando a todos que iam deixando sua casa.

As homenagens foram coordenadas pela Casa da Cultura do município e contou com a participação da corte municipal formada pela rainha Sabrina Riff Liska e pelas princesas Kênia Naeli Hahn Lietz e Alessandra Kubiaki Vicenti.