Nasa tentará explicar cientificamente fenômeno dos óvnis

A Nasa anunciou o lançamento de uma investigação sobre objetos voadores não identificados, os óvnis

 

A possibilidade de visitas extraterrestres à Terra está sendo levada cada vez mais a sério nos Estados Unidos: a Nasa anunciou dia 09 de junho o lançamento, no segundo semestre, de uma investigação sobre objetos voadores não identificados.

Não há evidência de que tais fenômenos tenham origem extraterrestre, ressaltou a agência espacial americana, mas o tema é nada mais nada menos importante, pois preocupa tanto a segurança nacional como o tráfego aéreo.

Depois que a comunidade de inteligência dos EUA divulgou um relatório sobre o tema no ano passado, agora é a vez da Nasa investigar a questão.

Fila de luzes no céu que muitos pensaram ser ovnis, mas são satélites lançados pela Space X – (crédito: Reprodução/Internet)

Além disso, a agência espacial deseja aproveitar a ocasião para desestigmatizar o tema. “Um dos resultados deste estudo seria fazer com que todos entendam […] que o processo científico é válido para tratar de todos os problemas, inclusive deste”, disse Thomas Zurbuchen, administrador associado da Nasa, em coletiva de imprensa.

O responsável acrescentou que ele mesmo decidiu iniciar essa investigação, dirigida por renomados cientistas e especialistas em aeronáutica.

Enquanto sondas e rovers percorrem partes do sistema solar em busca de fósseis de micróbios antigos e astrônomos buscam as “assinaturas tecnológicas” em planetas distantes que indicariam a possível existência de civilizações inteligentes, esta é a primeira vez que a Nasa vai investigar fenômenos inexplicáveis nos céus de nosso próprio planeta.

Programados para começar no início do outono boreal, os trabalhos devem durar nove meses e produzir um relatório que deverá ser disponibilizado ao público.

Os objetivos são três: recolher dados que já existem, determinar os que faltam, qual é a melhor maneira de coletá-los, e decidir quais ferramentas serão necessárias para analisá-los no futuro.

“Hoje, temos um conjunto muito limitado destas observações”, disse David Spergel, astrofísico que vai liderar o trabalho. “Isso dificulta na hora de tirar conclusões”, considerou.

No entanto, segundo os especialistas da Nasa, existe uma montanha de dados de governos, empresas privadas, associações e inclusive indivíduos, mas que precisam ser reunidos. O orçamento destinado ao projeto não excederá os 100.000 dólares.

Em junho de 2021, a inteligência americana afirmou em um relatório que não havia evidência da existência de extraterrestres, mas reconheceu que dezenas de fenômenos presenciados por pilotos militares não podiam ser explicados.

Imagem de objeto não identificado, feita por pilotos da marinha americana – Departamento dos EUA / AFP

De acordo com o Pentágono, os relatos de avistamentos de objetos não identificados nos céus aumentaram bastante nos últimos 20 anos.

“Não acredito que ninguém jamais olhou sistematicamente para fenômenos aéreos não identificados no passado”, disse, Daniel Evans, encarregado de coordenar a pesquisa para a agência espacial.

Contudo, “ao longo das décadas, a Nasa respondeu aos chamados para abordar alguns dos mistérios mais desconcertantes que conhecemos, e isso não é diferente”.

Por: Agence France-Presse

POLÍCIA

Homem é preso por porte ilegal de arma em Cerro Grande do Sul

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira (28) em Cerro Grande do Sul. A ação foi realizada pela Polícia Civil durante cumprimento a...

Vigilante é preso por tentativa de homicídio contra pedestre em Tapes

Na última segunda-feira (27), os Policiais Civis de Tapes efetuaram a prisão de um vigilante investigado por tentativa de homicídio. O crime aconteceu na...

Polícia Civil abre inquérito para apurar assalto a taxista em Camaquã

A Polícia Civil de Camaquã instaurou um inquérito para apurar o assalto ocorrido em Camaquã na manhã de ontem (26). Na ocasião, um taxista...