A Polícia Civil através da Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato – Decrab de Camaquã, na manhã desta sexta-feira, 18 de junho, deflagrou a “Operação Terra Dura” com a realização de 14 Medidas Cautelares para combater um grupo criminoso envolvido em Furtos de Defensivos Agrícolas.

Em outubro de 2019 uma propriedade rural no interior do município de Arambaré foi alvo desta quadrilha, ocasião em que foram subtraídos grande quantidade de Defensivos Agrícolas, produtos que na época estavam avaliados em mais de R$ 150.000,00.

A Decrab Camaquã assumiu as investigações, realizando diversas diligências para buscar a identificação dos autores do furto, conseguindo mapear toda a quadrilha, identificando a cadeia de comando bem como seus participantes, desde o líder do grupo criminoso, os demais envolvidos, e chegando ao receptador. Apurou-se também que todos os envolvidos possuíam longa ficha policial respondendo por crimes desta natureza.

Diante da grande quantidade de provas coletadas o delegado Peterson da Silva Benitez da Decrab Camaquã representou pela expedição de Mandados de Busca e Apreensão, bem como pela expedição de Mandados de Prisão Preventiva, sendo o pedido acatado pelo Poder Judiciário.

Na ação de hoje (18) foram realizados oito mandados de busca e quatro mandados de prisão em Camaquã e em Dom Feliciano, sendo os quatro presos encaminhados a Decrab Camaquã para realizar o registro e prestarem depoimento e posteriormente encaminhados ao Presídio Estadual de Camaquã, onde permanecerão à disposição da Justiça.

A “Operação Terra Dura” contou com o efetivo de 30 agentes e um delegado de Polícia da 18ª e 29ª DPRI em 11 viaturas, coordenada pelo delegado Edson Vinícius da Silva Ramalho.