O governo do Estado do Rio Grande do Sul recebeu da organização da 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz os protocolos sanitários que serão aplicados no evento para garantir a segurança dos participantes presenciais. O documento foi entregue ao governador Eduardo Leite pelos representantes da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e do Instituto Riograndense do Arroz (Irga).

Participaram do encontro o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, e o diretor jurídico da entidade, Anderson Belloli, além do presidente do Irga, Ivan Bonetti, e o deputado Estadual Ernani Polo (Progressistas), presidente da Assembleia Legislativa. O evento, que tem como tema “Os Novos Rumos do Sistema de Produção”, ocorrerá de 9 a 11 de fevereiro, de forma híbrida, na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS) e com programação on-line.

A organização trabalha em protocolos como o cadastramento antecipado e feito de forma online, a medição de temperatura na entrada, o uso obrigatório de máscaras e a disponibilização de totens de álcool em gel. O auditório, que será denominado de “Auditório Frederico Costa”, será ampliado para uma área externa com 300 metros quadrados de forma a seguir as medidas de distanciamento social. A feira e as vitrines tecnológicas, tradicionais atrações da Abertura da Colheita, terão estandes totalmente abertos para receber os visitantes.

Na programação, serão oito painéis que vão discutir assuntos como o futuro da produção, as opções em sistemas de irrigação, tecnologia e inovação na prática no dia a dia do campo, perspectivas de mercado para o arroz, soja, milho e pecuária, intensificação dos sistemas produtivos, agricultura de precisão, intensificação de pecuária à pasto, entre outros temas.

A 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas tem a realização da Federarroz, correalização da Embrapa e o patrocínio premium do Instituto Riograndense do Arroz (Irga) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Fonte: Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz)