Pardais de 13 rodovias estaduais deverão ser desligados em julho

Contratos chegam ao fim em menos de dois meses e nova licitação ainda não foi autorizada

Na segunda quinzena de julho, chegam ao fim dois contratos assinados em 2014 para a fiscalização eletrônica com pardais em 13 rodovias estaduais. De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), os contratos não poderão ser prorrogados.

A autarquia já encaminhou à Secretaria de Fazenda os expedientes solicitando autorização para a abertura do processo licitatório. Porém, ainda não foi dado o aval para realização da concorrência. Em 2018, o governo do estado pagou R$ 4,11 milhões com o aluguel destes equipamentos.

De acordo com a Secretaria Estadual dos Transportes, o processo está sendo executado com a máxima celeridade possível. Entre a publicação do edital e o início de operação dos equipamentos são necessários entre quatro e seis meses. Neste período, os atuais equipamentos deverão permanecer desligados. Não foi divulgado em quais rodovias isso vai ocorrer. Atualmente eles monitoram 93 faixas de tráfego.

Em novembro de 2010, os equipamentos foram desligados devido ao fim do contrato emergencial assinado entre o governo e a empresa Kopp Tecnologia. Os pardais só foram religados quatro anos depois, depois que o Piratini finalizou licitação, assinou contrato com a Perkons, que realizou as instalações dos controladores.

Fonte: Portal de Notícias

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios
%d blogueiros gostam disto: