Desde o início desta semana, 12 famílias do Passo do Pelame (interior) contam com Rede de Abastecimento Comunitária, por conta da realização do trabalho de ampliação de rede de Abastecimento, realizado na semana de 04 a 08 de janeiro, pela Secretaria de Agricultura e Obras. Obra que marca um novo momento para estas famílias que, ainda hoje, necessitam retirar água direto nos poços naturais, em épocas de escassez.

“Agora vai resolver o problema”, afirma moradora Daiane de 22 anos, que há sete anos vive no Boqueirão/Passo do Pelame, vive com os três filhos pequenos e mais familiares, conta que desde que chegou no local já existe essa demanda. A família que possui dois poços próprios, sofria com os problemas de escassez, nesses momentos, solicitava auxílio para prefeitura, que como exemplo, nas últimas semanas, por conta da falta de chuvas, tem abastecido famílias com caminhões pipa.

O secretário de Agricultura Moisés Segaspini, explica que para o abastecimento destas doze ligações está sendo utilizado um poço que já existe, localizado no Boqueirão Alto, porém para atender esta demanda das 12 famílias do Pelame, o projeto de ampliação de rede teve como marco, o Passo do Germano. Para realizar a obra foram necessários 2.200 metros de rede e uma semana de trabalho contínuo com máquinas e equipe. Para chegar nesse momento, primeiro, a equipe teve que redimensionar 1200 metros de rede no Boqueirão Alto e refazer todos os cálculos, acrescenta o secretário.

“Sabemos que esta região sofre muito em épocas de escassez, e por conta da vulnerabilidade que se encontram essas famílias, a prefeitura está assumindo a obra, até que se consiga legalizar e constituir uma associação para gerir os custos da Rede, esse é o próximo passo que vamos trabalhar” afirmou Segaspini.

O projeto de retomada das Redes Comunitárias de Abastecimento de Água, aconteceu em junho de 2020. Hoje, o município possui seis (6) redes comunitárias que abastecem o interior do município, geridas por associações comunitárias e existe uma demanda de novas redes para outras comunidades. Devido à estiagem que atingiu o RS no final de 2019, e início de 2020, ficou mais evidente a necessidade de instalação de novas redes para atender um número maior de pessoas.

Por conta desta estiagem que assolou o RS em 2019, Mariana Pimentel que teve seu estado de Emergência reconhecido através de Decreto, aguarda a perfuração de três poços para atender mais famílias em vulnerabilidade. Os contatos com a SEAPDR são feitos com regularidade, por ora, ainda não foram estipulados prazos nem previsão de início das obras, os trabalhos realizados até agora, são com recursos e mão de obra própria.

O prefeito em exercício, Betinho Golanski, acompanhou a obra de perto, e, esteve conversando com os moradores sobre a situação que irá impactar de forma positiva a vida dessas doze famílias.

Informações: Ascom Prefeitura Municipal / Edição Clicr